Segunda-Feira, 16 de Maio de 2022
GUERRA: QUANTO MAIS A RÚSSIA ATACA MAIS A RÚSSIA FRACASSA
GENOCIDA PUTIN NA MEDIDA QUE MAIS BOMBARDEIA UCRÂNIA AGONIZA TAMBÉM A RÚSSIA
27/03/2022 | 19:46
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Quanto mais ataques realiza as tropas russas na Ucrânia mais a Rússia vem sofrendo graves consequências diante das sanções severas que só vem aumentando diariamente em todo o mundo contra a Rússia. O isolamento da Rússia já provoca graves consequências: desemprego desenfreado, milhares de empresas fechando suas portas. Desabastecimento aumentando assustadoramente em todos os níveis setores da Rússia e o poo russo começa a manifestar intensamente sua insatisfação contra o presidente Putin. Vários dos principais líderes aliados ao governo Putin, começam a deixar o país. Vedo que a Rússia está sucumbindo, o ex- presidente da Rússia Dmitryi Medvedev, declarou que é preciso implantar imediatamente a " pena de morte " na Rússia, numa alusão ao mais temeroso rigor do regime comunista sob liderança de Volodymyr ( Vladimir ) Putin. E Medvedev fez também ameaças contra a Polônia- que é o país que mais recebe refugiados ucranianos ( já passam de 2.450.000 milhões ), a maioria são crianças e mulheres.

 

IGREJA ORTODOXA COMEÇA SUCUMBIR DIANTE APOIO À GUERRA


Agora, até a Igreja Ortodoxa com profundas raízes na Ucrânia e em vários outros países diante declarações de apoio à guerra pelo principal líder Ortodoxo da Rússia, as consequências foram imediatas e o racha na Igreja Ortodoxa já é uma realidade. Vários líderes ortodoxos russos e ucranianos já abandonaram suas atividades em repúdio ao líder Ortodoxo da Rússia.

 

VOLUNTÁRIOS BIELORUSSOS FORMAM GRUPOS DE APOIO À UCRÂNIA

Um batalhão da Bielorrússia denominado Kastus Kalidonovsk, composto por centenas de voluntários fortemente armados integram forças de defesa militares da Ucrânia contra os invasores russos. E o movimento popular de oposição ao governo da Bielorússia realizam seguidos protestos, manifestações contra o apoio do governo da Bielorrússia Lucaschenko ao governo Putin e manifestam contra a invasão na Ucrânia. Observadores de guerra na Ucrânia destacam que há centenas de solados russos que para não atacar ucranianos; provocam a quebra de suas próprias pernas para justificar impossibilidade de atuar na linha de combates no território ucraniano. Mesmo diante seguidos bombardeios por diversas cidades e distritos, vilarejos ucranianos por parte de tropas russas; a defesa e a resistência da Ucrânia tem sido algo fundamental para que o desgaste e e perdas russas nestes combates ferozes, faça com que a Ucrânia permaneça resistente e capaz de superar e vencer esta guerra contra a Rússia.

 

Mais de dez generais russos perderam a vida nestes combates e as perdas de solados russos já atingem perto de 20.000 e um elevado arsenal bélico russos destruídos pelas tropas ucranianas. A destruições na Ucrânia por parte dos ataques russos são elevadas como em Mariupol que foi arrasada e provocando centenas de mortes e milhares de feridos, além de cerca de 400.000 mil pessoas refugiadas. Há denúncias de que tropas russas forçam moradores de Mariupol a deslocarem-se para a Rússia como prisioneiros de guerra. Isto é um crime hediondo. Outro crime de guerra determinado por Putin é quanto ao bloqueio de chegada de alimentos, água e remédios além de atendimentos médicos aos feridos neste combates de guerra.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2022 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar