Segunda-Feira, 16 de Maio de 2022
Palestra ministrada à jovens na Câmara Municipal em Lages (SC)
Palestra em Lages (SC), aborda combate e prevenção às drogas
05/05/2022 | 22:32
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Nas tardes de quarta (4) e quinta-feira (5), respectivamente em Lages (SC), a Escola do Legislativo da Serra reuniu vereadores e vereadoras mirins, além de estudantes de diversas instituições de ensino de Lages, para assistirem a palestra oportunizada pela Comissão de Combate e Prevenção às Drogas da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), presidida pelo deputado Ismael dos Santos (PSD).

 

A dinâmica foi dividida em três temáticas: prevenção, ministrada pelo subtenente PM Claudio Wolff, com uma abordagem voltada às drogas lícitas ou ilícitas e funções das forças de segurança; reabilitação, pelo coordenador da comissão, Ramiro Boni; e repressão, ministrada pelo delegado de Polícia, Alberto Junior dos Santos.

 

Ramiro destacou a importância do programa. “Esse trabalho é uma ferramenta educacional desenvolvida pelo programa Reviver desde 2017 nas escolas do Estado e nas comunidades terapêuticas. Nosso objetivo principal é levar aos jovens à reflexão dos perigos, danos e consequências que as drogas impõem. Hoje viemos abordar esses três eixos visando conscientizá-los da violência gerada por escolhas erradas”, disse.

 

A vereadora mirim Jenifer dos Santos entende que o aprender é válido, mas compartilhar o que se aprende é fundamental. “Temos que entender desde cedo que a violência e as drogas causam um mal irreparável. Além do nosso aprendizado, precisamos passar isso para outras pessoas, seja na escola, em casa ou em qualquer lugar”, declarou.

 

Segundo a presidente da Escola do Legislativo da Serra, Katsumi Yamaguchi (Progressistas), o momento é oportuno no sentido de preparar os jovens para dizer não às drogas e incentivá-los a propagar essa resistência. “Nossa proposta é ajudar a prevenir casos futuros e levar através deles a informação a todos que estão ao seu redor. Infelizmente, esta fase é perigosa pelo fato de estarem em um meio que incentiva o uso de entorpecentes e naturaliza as mais diversas formas de violências”, concluiu a vereadora.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2022 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar