Terça-Feira, 20 de Agosto de 2019
Destaques da semana : Obama e Trump na véspera de troca de governo dos EUA
Obama deixa governo dos EUA no dia 20 de janeiro. Trump assumirá com imensos desafios
13/01/2017 | 2:11
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Dia 20 de janeiro ocorre a troca de comando do governo dos Estados Unidos das Américas (EUA). Sai Barack Obama para que Donald Trump assuma o governo do mais poderoso país do mundo.

 

O magnata Trump possui imensos desafios e já mesmo antes de assumir o poder dos EUA, encontra alguns destes desafios. Um deles trata da relação diplomática entre EUA e o governo da Rússia e até da China. Outro, encontra-se no provável escândalo de atividades sexuais pervertidos de Trump que foram monitorados pela FSB ( Serviço Federal de Segurança ) da Rússia.

 

As festas sexuais de Donald Trump fazem parte de seu estilo de vida ao longo de décadas, mas neste caso na Rússia, em São Petesburgo, duas fontes bem informadas afirmam que Trump pagou propinas milionárias e envolveu-se em atividades sexuais neste país, porém, testemunhas foram silenciadas e as evidências ficariam difíceis de serem manifestadas diante de coação e subornos às testemunhas do caso. Trump, entretanto, nega ser alvo de chantagem russa.

 

E quanto aos programas de governo na gestão Trump, a construção de muros com a divisa mexicana é uma proposta que encontra divergências e poderá trazer mais problemas do que soluções aos Estados Unidos.

 

E, mais ainda: a manutenção do império empresarial pertencente a Trump que continuará sendo comandado pela família de Trump, também deverá ser outro emblemático problema futuro ao novo presidente dos Estados Unidos Donald Trump. O empresário Trump opera uma gama ampla de resorts de golf e hotéis em vários países.

 

Lava Jato

E apesar de silenciosa fase da Operação Lava Jato da Petrobras em pleno início deste ano de 2017, os trabalhos continuam bem acelerados por parte do Ministério Público Federal (MPF) e da Corregedoria Geral da União (CGU). A deleção da Odebrecht veio como uma espécie de " super-bomba " nos meios políticos e empresariais do setor ligado às maiores empreiteiras deste país e que estão envolvidas neste escândalo da Lava Jato.

 

Há previsão de que umas duas centenas de pessoas deverão responder na Justiça por envolvimento em corrupção; lavagem de dinheiro; desvios financeiros para paraísos fiscais; formação de quadrilha; dentre outros crimes que estão sendo investigados pela Polícia Federal e o Ministério Público Federal.

 

O que não pode ocorrer como já houve suspeitas é de que alguns ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), facilitem e sejam co-parceiros de mafiosos, corruptos e ladrões do dinheiro público. Por quê disto?

 

Basta ver exemplos de soltura de mafiosos que deveriam estar ainda presos por corrupção e roubo milionário do dinheiro público- dinheiro do povo deste país - dinheiro que estão faltando em tudo: saúde; segurança pública; desenvolvimento econômico e social; meio ambiente; educação, etc. A Máfia no Brasil não pode manter esta super influência que vem mantendo em órgãos públicos que deveriam exercer um papel legítimo de defesa dos interesses da sociedade brasileira.

 

Mas, vem muito e muito mais pela frente após esta delação da Odebrecht. Faltam outras possíveis delações por parte de outras empreiteiras envolvidas na Lava Jato. Daí, o Brasil começa de fato ser passado a limpo. A faxina no meio político, principalmente está há décadas na espera de ocorrer e ao que tudo indica isto já começou. Basta ver a quantidade de mafiosos; quadrilheiros já presos na carceragem da Polícia Federal em Curitiba (PR). Outros destes mafiosos utilizando tornozeleira eletrônica que nem cães sequer utilizam e ainda outras centenas que deverão em breve parar na prisão.

 

Enquanto isto em Santa Catarina....

E casos de corrupção, desvios milionários de recursos públicos em Santa catarina continuam na neblina. Nunca se falou mais nem na "grande mídia" sobre os mais de R$ 51 milhões sumidos na Celesc - Centrais Elétricas do Estado de Santa Catarina - valor que poderá ser bem maior ultrapassando mais de R$ 200 milhões. Também o caso financeiro da Celos com rombo milionário.

 

E tantos outros casos complicados de recursos financeiros do Governo do Estado desde gestões anteriores ao do atual governo Raimundo Colombo (PSD). São bilhões desviados dentro do governo de Santa Catarina nestes últimos pelo menos 30 anos onde vários governantes passaram e deixaram um rastro de dívidas que hoje acaba sendo o maior desafio ao atual governador Colombo (PSD).

 

Aliás, foram seus aliados de governo em gestões anteriores que deixaram este rastro de dificuldades financeiras. E a propaganda enganosa do governo estadual coloca na mídia sendo que o Governo de Santa Catarina está com praticamente "tudo" em dia desde salários de servidores. Mas, ao contrário, já anuncia em pleno início de 2017, que haverá enormes dificuldades para manter até salários de servidores em dia. Propaga algo e na prática faz diferente, seria?

 

Enquanto isto, nem o Tribunal de Contas que faz de contas e que deixou ao longo de décadas o Estado de Santa Catarina chegar a este nível de problemas: hospitais em crise; Cepom e Hemosc em crise; ambos sem recursos financeiros adequados e sem equipamentos e até leitos hospitalares e UTIs que deveriam estarem sendo em números ampliados; e as rodovias estaduais em péssimas condições. Exemplo ? Desde a rodovia na Serra do Rio do Rastro, nas regiões também do médio Vale do Itajaí; na Sul e no Oeste e Meio Oeste do estado.

 

E a dívida em mais de R$ 30 milhões da Uniplac que o processo tramita na Justiça há mais de 10 anos ? Simplesmente estacionou dentro do judiciário catarinense. E os interesses por detrás disto ? não se sabe.

 

Falta transparência em praticamente tudo o que se é público especialmente em Santa Catarina. Aliás, não é nada diferente do restante do Brasil. A máfia tenta de todas as formas ilícitas barrar o avanço da Justiça e do verdadeiro rumo dos recursos públicos neste país. lamentável!

 

E o povo? O povo está aí, certamente esperando o carnaval; os preços das tarifas públicas e taxas públicas subirem de preços; os campeonatos de futebol recomeçaram e então: a criminalidade; desemprego; mortes no trânsito e em assaltos aumentarem assustadoramente. E tem mais: as mortes de milhares de pessoas carentes que não podem pagar um internamento em unidade particular de saúde neste país; acabam assim sucumbindo diante esta maldosa e propositada ação da máfia organizada e infiltrada no meio político brasileiro.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2019 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar