Segunda-Feira, 28 de Maio de 2018
PF e MPF querem rigor nas investigações sobre queda de avião
PF e MPF querem rigor de investigações sobre queda de avião que matou Ministro Teori Zavascki e outras quatro pessoas
20/01/2017 | 14:24
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

A Polícia Federal e o Ministério Público Federal (MPF), assim como a Ordem dos Advogados do Brasil -OAB, exigem das autoridades que já estão dando início às investigações sobre a causa do acidente aéreo que provocou a morte do ministro do Supremo Tribunal federal (STF), Teori Zavascki ,68 anos de idade - relator do processo da Lava Jato, além de outras quatro pessoas que estavam a bordo do pequeno avião modelo Beenchcraft C 90 GT, prefixo PR-SOM, pertencente ao empresário Carlos Alberto Fernandes Filgueiras,69 de idade e que estava também a bordo deste avião.

 

Também morreram neste acidente ocorrido na tarde de última quinta-feira,19, o piloto Osmar Rodrigues,56 anos de idade e duas mulheres, cuja identidade de ambas ainda não foi divulgada. O avião caiu no litoral de Paraty (RJ), cerca de 200 metros da Ilha Raza. Eram cerca de 13h 45 min. O avião decolou de Campo de Marte, em são paulo (SP), às 13 h e deveria aterrissar em Paraty por volta das 13 h 50 min. Faltavam pouco menos de 4 quilômetros para que o avião atingisse a cabeceira do aeroporto de Paraty; quando a aeronave acabou caindo no mar.


Resgate das vítimas

Equipes do Corpo de Bombeiros e de outras instituições que atuam em conjunto em salvamentos; chegaram logo em seguida ao local da queda do avião onde estava o ministro do STF Teori Zavascki e mais outras quatro pessoas. Somente na madrugada de sexta-feira,20, três dos cinco corpos haviam sido resgatados. Outros dois corpos das vítimas estavam ainda dentro do avião e as equipes de resgate buscavam retirá-las para levá-las ao Instituto Médico Legal - IML mais próximo do local deste acidente. O sepultamento do corpo de Teori Zavascki, deverá ocorrer em Porto Alegre (RS), onde residem os três filhos do ministro do STF. As investigações sobre a queda do avião que matou o ministro do STF Teori Zavascki e outras quatro pessoas, está a cargo do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes ( CENIPA ) da Aeronáutica.

 

A mobilização nacional de entidades especialmente jurídicas com apoio da sociedade civil organizada exigem profunda investigação desta tragédia que vitimou o ministro do STF Teori Zavascki e outras quatro pessoas. Ocorre que foi muita coincidência a morte de Teori Zavascki exatamente na semana véspera de iniciar uma das fases mais importantes e delicadas sobre o processo judicial da Operação Lava Jato em que 77 ex-executivos da Odebrecht fizeram delações premiadas à Justiça e estão sob análises amplas e que poderão levar à prisão algumas centenas de políticos envolvidos em corrupção e que provocou roubos bilionários aos cofres públicos deste país. A máfia no Brasil e fora do país onde a Operação da Lava Jato, através da Polícia Federal, Interpool; FBI; ambas vem investigando ramificações de atuação de quadrilhas especializadas em roubos bilionários aos cofres públicos não só no Brasil, porém, em outros países por onde se constatou até agora; a atuação destas quadrilhas especializadas em crimes organizados e que fere gravemente os interesses da sociedade brasileira e até de outras nações.

 

Teorias de Conspiração

As teorias da conspiração estão instaladas no Brasil desde há muitas décadas. Com este novo caso - Um dos primeiros casos foi com a morte do ex-presidente da República Tancredo Neves (PMDB). Tancredo nem chegou a comandar o país. Tancredo Neves morreu poucos dias após ser eleito ao cargo presidencial. O segundo foi com o deputado federal e principal líder do PMDB Ulisses Guimarães. O terceiro com a queda do avião em que estava o então candidato à presidente da República Eduardo (PSB-PE) e agora com o ministro do STF Teori Zavascki - relator da Lava Jato e figura jurídica central nesta fase decisiva de uma das etapas da Lava Jato.

 

Daí, a preocupação de entidades como do próprio STF; OAB; STJ; PF e de tantas outras entidades que estarão juntas acompanhando os trabalhos de investigação sobre o que causou a queda deste avião no litoral de Paraty (RJ), e que matou o ministro do STF Teori Zavascki e outras quatro pessoas. O povo brasileiro vai certamente estar atento acompanhando toda a sequência dos trabalhos sobre a Lava jato e exigirá punições severas aos criminosos que roubam bilhões dos cofres públicos deste país. A crise nas áreas da Saúde; Segurança Pública; Educação; Infraestrutura; Habitação e com a maioria dos estados e prefeituras do país falidas, mostra a gravidade da realidade do Brasil.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2018 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar