Domingo, 22 de Outubro de 2017
PP da Espanha atolado em corrupção e Colombo (PSD), visita líder
Raimundo Colombo (PSD), reúne-se com líder do PP da Espanha, cujo partido possui máfia que desviou 354 milhões de euros
14/03/2017 | 13:25
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

O governador do Estado de Santa Catarina Raimundo Colombo (PSD), que chegou de viagem recentemente após ida ao Japão e no retorno ao Brasil, aproveitou antes disto uma passagem pela Espanha onde reuniu-se com o professor Jorge Rabágo - diretor do Departamento de Inteligência do Partido Popular (PP) da Espanha.

 

Rabágo é uma espécie de "gur político do governador de Santa Catarina Raimundo Colombo (PSD). O Partido Popular (PP) da Espanha teve recentemente envolvimento de vários principais líderes deste partido de direita espanhol em casos de corrupção. A justiça da Espanha apurou desvios milionários em contratos públicos em que possui envolvimento de vários líderes do PP. A secretária-geral do PP da Espanha que abriu recente Congresso do Partido Popular -PP, declarou ao abrir este congresso um "pedido de perdão" à sociedade espanhola pela corrupção.

 

Até agora somente no caso da mega-operação chamada " Rede Gürtel", foram presos 37 políticos ligados ao PP da Espanha, sendo apurados mais de 354 milhões de Euros desviados dos cofres públicos daquele país. As penas de prisão maiores foram para três dos principais líderes do PP da Espanha e que tiveram prisão de 13 anos: Francisco Correa; Pablo Crespo e Álvaro Pérez. Ambos líderes do PP da Espanha receberam prisão diante crimes de tráfico de influência em questões de contratos públicos ligados à Feira do Turismo na Espanha - FITUR - cujo evento, inclusive em edições anteriores teve as presenças de várias autoridades brasileiras presentes.

 

A ex-conselheira do Turismo do PP da Espanha Milagrosa Martinez, foi condenada a nove anos de prisão por crimes de prevaricação e desvios de recursos públicos. O ex-gerente do PP de Madri, Beltrán Gutierrez, tem negado à Justiça da Espanha; sobre o caso " Púnica", referente práticas de cobranças de comissões - propinas recebidas de várias empresas em contratos públicos.

 

Beltrán Gutierrez permaneceu por cerca de 3 horas em audiência há uma semana atrás perante a Justiça Nacional Eloy Velasco e contestou a todas as perguntas realizadas pelo magistrado que fiscaliza o caso. Esta foi a segunda vez com que Beltrán Gutierrez compareceu em audiência na Justiça para tratar sobre o caso de corrupção.

 

Em Madri, na Espanha, o PP- Partido Popular está diante de um dos maiores escândalos de corrupção na Espanha. Algo que não é muito diferente do que vem ocorrendo no Brasil com o escândalo da Lava-Jato e com ramificações em vários outros países do mundo. Nesta semana também surgiu em Portugal o caso envolvendo a filha do presidente de Angola e que a Justiça investiga também a onda de corrupção no governo daquele país.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2017 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar