Domingo, 19 de Maio de 2019
Operação Fantoche prende presidente da CNI. Máfia desviou cerca de R$ 400 milhões
Fraudes licitatórias; lavagem de ativos; associação criminosa e crimes contra a administração pública desvendados pela PF leva à prisão presidente da Confederação Nacional da Indústria - CNI
19/02/2019 | 21:20
Postado por: destaque
A- A+

O Brasil está literalmente no fundo do poço diante tamanha envergadura da roubalheira do dinheiro público do povo deste país. E mais uma operação da Polícia Federal (PF), leva à prisão o mafioso e corrupto presidente nada mais nada menos do que da Confederação Nacional da Indústria - CNI Robson Braga de Andrade.

 

Investigações realizadas pela Polícia Federal, Ministério Público Federal e sob pedido do Tribunal de Contas da União - TCU, resultou na descoberta de diversos crimes praticados por quadrilhas de uma mesma família dona de empresa que prestava ao longo dos últimos 17 anos, serviços superfaturados e contendo fraudes licitatórias; somados à lavagem de ativos; associação criminosa e crimes contra a administração pública realizados pela quadrilha ao Sistema "S" e ao Ministério de Turismo. Cerca de R$ 400 milhões foram desviados pela organização criminosa ao longo destes anos. A operação da PF foi denominada "Fantoche " devido à um evento realizado pelo Sesi denominado Sesi Bonecos do Mundo - e que percorreu o Brasil durante os anos de 2009 a 2013.

 

As investigações da PF e do MPF certamente apontam ainda outras irregularidades e crimes praticados pelo Sistema "S" pelo país afora. O Sistema "S" engloba diversas entidades: Sesi; Senai; Sebrae; Senac; Senar; Sest; Sesc e Secoop.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2019 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar