Sexta-feira, 22 de Março de 2019
Por um fio o mafioso Paulo Preto escaparia de 145 anos de prisão. Ajudinha contava com ministro do STF Gilmar Mendes
E Força Tarefa da Lava Jato do MPF de Curitiba (PR), pede à PGR suspeição do ministro do STF Gilmar Mendes - o aliado na concessão de h.c. para mafiosos
07/03/2019 | 17:12
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Véspera de completar 70 anos de idade o mafioso, corrupto e apontado pela Justiça Federal como sendo o operador de propinas do PSDB de São Paulo, ex-diretor da empresa DERSA Paulo Vieira de Souza (Paulo Preto), foi condenado a 145 de prisão. Paulo Preto sendo novamente preso por determinação da Justiça Federal. A prisão de Paulo Preto ocorreu na quarta-feira (6) - um dia antes do mafioso e corrupto completar 70 anos de idade o que o levaria a escapar da prisão.

 

Tudo graças a ajudinha fornecida pelo ministro do Supremo Tribunal de Justiça (STF) Gilmar Mendes que já havia concedido ao mafioso um habeas corpus livrando-o da prisão alguns meses atrás. Recentemente o ministro Gilmar Mendes recebera contatos telefônicos do ex-ministro Aloysio Nunes (PSDB), que é uma testemunha a favor do mafioso Paulo Vieira de Souza (Pauto Preto).

 

Diante de grandes suspeitas de favorecimento à quadrilhas e mafiosos, a Força Tarefa da Lava Jato em Curitiba (PR), solicitou à Procuradoria Geral da República (PGR) Raquel Dodge a suspeição do ministro do STF Gilmar Mendes. O ministro do STF Gilmar Mendes já concedera dezenas de habeas corpus para mafiosos e corruptos envolvidos em roubalheira bilionária dos cofres públicos no país.

 

Ministro do STF sob suspeição. Até que enfim uma reação

Com Paulo preto foram presos também a filha dele Tatiana Arana que pegou condenação de 24 anos de prisão e que foi revertida em duas restrições. Também foram presos o ex-chefe do departamento e Assentamento da Dersa José Geraldo Casas Vilela que pegou pena de 145 anos de prisão; além da prisão também da ex-funcionária da Dersa Mércia Ferreira Gomes - com 12 anos e 15 dias de prisão. Paulo Vieira de Souza (Paulo preto) é considerado pela Justiça Federal como sendo o principal operador de propinas do PSDB de São Paulo.

 

Com esta decisão da Justiça Federal o ninho tucano está alvoroçado diante do início de uma ampla e provável gama de ramificações de como agiam quadrilhas e organizações criminosas desviando dinheiro público a exemplo de outros políticos mafiosos e corruptos inclusos em outros partidos políticos como do PT; PSD; PMDB (MDB); DEM; PR; PTB; PP e muitas outras siglas partidárias envolvidas em investigações da Polícia Federal e do Ministério Público Federal.

 

Mais do que o Brasil precisa agora é ampliar o combate a corrupção; promover de vez a faxina e punir os corruptos com penas como a destas que levem de vez a permanência até fim da vida destes mafiosos na prisão. A corrupção no Brasil atinge praticamente todas as instâncias de poder constituídos e precisa mais do que nunca ser combatidas. Já é um bom começo para que o povo brasileiro conte com uma Nação livre da roubalheira do dinheiro público, livre das mazelas e conluios e de crimes das organizações corruptas e mafiosas deste país.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2019 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar