Terça-Feira, 01 de Dezembro de 2020
China paralisa investigações sobre origem do novo coronavírus. OMS vai investigar e cientista diz que foi em laboratório
12/11/2020 | 11:53
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Saber a origem verdadeira do novo coronavírus Covid-19 é fundamental para estabelecer rigor maior aos cuidados com novos vírus como a que o mundo está enfrentando contra a pandemia do novo coronavírus- Covid-19. A China suspendeu as investigações e gerou suspeitas ainda maiores à respeito da falta de transparência sobre a origem deste vírus. A Organização Mundial de Saúde (OMS), criou uma missão para investigar o caso na China.

 

E a cientista chinesa Meng-Yan, afirmou numa entrevista exclusiva à Lude Press que o novo coronavírus foi criado em laboratório de Hong Kong e que o mercado de Whuan foi usado apenas como " engodo ". Meng- Yan, é especialista em virologia e imunologia e atuou pela Universidade de Saúde Pública de Hong Kong. A descoberta, segundo a médica chinesa foi feita numa análise à transmissão deste patógeno de humano para humano. Meg-Yan teve que fugir da China diante a temeridade ao risco de vida após descobrir detalhes sobre a origem do novo coronavírus Covid-19. Meg-Yan pediu asilo nos Estados Unidos no início deste ano. Contudo, Meng Yan não explica na entrevista como que o vírus escapou do laboratório chinês.

 

A cientista chinesa Meg Yan disse ainda que o governo da China sabia da existência do novo coronavírus antes de anunciar oficialmente o surto em Whuan; logo no início de janeiro deste ano. Segundo Meng, o governo chinês sabia do potencial de risco do novo coronavírus Covid-19 e que chegou a ser alertado sobre o risco de uma pandemia. Segundo ela, o laboratório pertence ao Exército popular de Libertação da China dirigido pelo Partido Comunista. A cientista chinesa esclareceu também que pretende publicar suas conclusões para que o mundo saiba a origem do novo coronavírus Covid-19. Meg Yan disse também que aguarda receber de um colega chinês mais informações que completem as que já estão em seu poder a fim de esclarecer sobre a origem do novocoronavirus Covid-19.

 

É preciso compreender a origem do novo coronavírus , diz Garret Grisby

A compreensão sobre a origem do novo coronavírus Covid-19 é de suma importância para a ciência. Afinal, prevenção para eventuais novos surgimentos de vírus potenciais como a deste coronavírus, precisa haver uma gama de ações preventivas de saúde pública mundial. A investigação deve ser inclusiva e imparcial além de transparente a fim de que se possa estabelecer diretrizes sobre o entendimento preventivo e de produção de vacinas e tratamento eficaz contra os vírus. Segundo Garret Grisby, do departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos; os critérios para uma missão por parte da OMS investigar sobre a origem do novo coronavírus Covid-19 na China; não foram compartilhados com outras nações. Isto gera preocupação e detona à desconfiança quando não há plena transparência em temas de suma importância como ao que diz respeito à pandemia do novo coronavírus, especialmente sobre a origem deste vírus. Alguns cientistas temem que a China ainda não tenha oferecido detalhes importantes sobre as pesquisas relacionadas ao novo coronavírus.

 

Na década de 70, o mundo já temia que em breve futuro - pós guerra-fria entre os Estados Unidos e União Soviética ( atualmente Rússia ), os conflitos não seriam mais focados em corrida armamentista e sim focada na guerra química, bacteriológica e biológica- algo que o mundo vem enfrentando diante interesses de supremacias econômicas e que um vírus potencial como ao do novo coronavírus Covid-19, já está plenamente demonstrando o quão de recursos financeiros está sendo mobilizados em todo o mundo e para onde grande parte vem favorecendo setores diretamente interessados nesta área de Saúde.

 

A China, por exemplo, suspeita-se de que tenha produzido já desde início de 2019 um volume super elevado de vários produtos tais como desde máscaras; luvas cirúrgicas; aparelhos respiratórios pulmonares bem como outros componentes e imunizantes para produção de bilhões de unidades de vacinas e que geram riquezas elevadas sem levar em consideração aos efeitos danosos para centenas de milhões de pessoas e de empresas de vários setores da economia mundial como ao que está ocorrendo com a pandemia do novo coronavírus Covid-19.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2020 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar