Terça-Feira, 15 de Junho de 2021
Jornalista crítico do regime ditatorial na Bielorrúsia é preso após avião em que estava ter rota desviada
24/05/2021 | 21:25
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Por ordem do presidente da Bielorrúsia  Alexander Lukachenko, o avião  da  Ryanair que fazia o vôo FR 4978  com destino para a Lituânia durante o domingo (23), teve sua rota desviada para a cidade de Minsk na Bielorrússia, onde ocorreu em seguida a prisão do jornalista bielorrusso  Roman Protasevich, de 26 anos juntamente com sua namorada a advogada Sofia Sapega. Ambos são ativistas e defensores pelo movimento em busca da democracia na Bielorrúsia onde o ditador Alexander Lukachencko comanda o país sob regime de mão de ferro.

 

O jornalista Roman coordena dois principais jornais em rede social russo onde tece constantes críticas ao regime de Lukachencko e em 2020 lançou amplo movimento pelas novas eleições presidenciais em pró da líder Stetlana Tikhanouskaya. " Não façam isso. Vão me matar ", disse Roman aos tripulantes do avião da Ryanair. Roman assim que foi detido no aeroporto em Misk, foi levado para o  Centro de Detenção Pré-Julgamento número 1 de Minsk. Em vídeo, o líder oposicionista do governo de Lukachencko, Roman  Protasevich, apareceu fazendo uma declaração de que confessava haver motivado incentivos para motins na Bielorrúsia. Se condenado por crime de terrorismo pelo governo do ditador Lukachencko, o Jornalista pode sofre pena de morte. Vários países já reagiram a esta ação impetuosa e criminosa do governo de Lukachencko em autorizar o desvio da rota  comercial do avião da Ryanar e de cometer a prisão de Roman Protasevich.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2021 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar