Quinta-feira, 30 de Junho de 2022
BANDIDO CONFESSA TER ASSASSINADO E ESQUARTEJADO CORPOS DE DOM E BRUNO
BANDIDO CONFESSA TER ASSASSINADO; ESQUARTEJADO E INCINERADO CORPOS DE DOM E BRUNO PEREIRA
15/06/2022 | 18:24
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Um dos suspeitos presos pela Polícia Federal (PF), segundo anunciou com exclusividade na quarta-feira (15), a TV Bandeirantes, confessou ter matado, esquartejado e incinerado os corpos do Jornalista britânico Dom Phillips e do Indigenista brasileiro Bruno Pereira, os quais haviam desaparecidos na manhã de 05 de junho ( um domingo), quando navegavam em um barco a motor pelo Rio Itacoaí entre a comunidade de São Rafael e Atalia do Norte, na região do Vale do Javari. Oseney da Costae que é de Oliveira, de 41 anos, mais conhecido na região como sendo " Dos Santos "; irmão de outro suspeito pelo desaparecimento de Dom e Bruno, o pescador Amarildo da Costa de Oliveira ( Pelado ", já preso no início da semana; desde início da operação conjunta da Polícia Federal (PF), Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, equipes voluntárias indígenas da região do Javari , da UNIVAJA; de grupos militares do Exército Brasileiro que realizam o trabalho de buscas pelos dois desaparecidos.

Bandido preso pela PF confessa haver matado, esquartejado e incinerado os corpos das vítimas

O bandido confessou à PF e à Polícia Civil que atuam na região de Tabatinga e de Atalaia do Norte (AM); segundo destacou a TV Bandeirantes, ter matado Bruno e Dom Phillips e em seguida esquartejado e incinerado os corpos das vítimas que tiveram parte dos corpos jogados numa vala.

 

Nas buscas pelo rio onde realizavam essas buscas a Polícia Federal encontrou uma mochila, um notebook amarrados num galho de árvore à beira do rio, bem como também foram encontrado uma lona plástica de cor azul, uma bota, um cartão de Saúde e ainda medicamentos, além também de uma embarcação que poderia ser a utilizada pelo Indigenista Bruno Pereira e o Jornalista britânico Dom Phillips. As investigações continuam no sentido de realizar perícias em todo o material coletado e também da perícia e análises de sangue encontrado na embarcação pertencente a Amarildo da Costa de Oliveira, mais conhecido na região do Javari por "Pelado ".

 

Um dos suspeitos presos pela Polícia Federal (PF), segundo anunciou com exclusividade na quarta-feira (15), a TV Bandeirantes, confessou ter matado, esquartejado e incinerado os corpos do Jornalista britânico Dom Phillips e do Indigenista brasileiro Bruno Pereira, os quais haviam desaparecidos na manhã de 05 de junho ( um domingo), quando navegavam em um barco a motor pelo Rio Itacoaí entre a comunidade de São Rafael e Atalia do Norte, na região do Vale do Javari.

 

Oseney da Costae que é de Oliveira, de 41 anos, mais conhecido na região como sendo " Dos Santos "; irmão de outro suspeito pelo desaparecimento de Dom e Bruno, o pescador Amarildo da Costa de Oliveira ( Pelado ", já preso no início da semana; desde início da operação conjunta da Polícia Federal (PF), Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, equipes voluntárias indígenas da região do Javari , da UNIVAJA; de grupos militares do Exército Brasileiro que realizam o trabalho de buscas pelos dois desaparecidos.

 

Bandido preso pela PF confessa haver matado, esquartejado e incinerado os corpos das vítimas

O bandido confessou à PF e à Polícia Civil que atuam na região de Tabatinga e de Atalaia do Norte (AM); segundo destacou a TV Bandeirantes, ter matado Bruno e Dom Phillips e em seguida esquartejado e incinerado os corpos das vítimas que tiveram parte dos corpos jogados numa vala. Nas buscas pelo rio onde realizavam essas buscas a Polícia Federal encontrou uma mochila, um notebook amarrados num galho de árvore à beira do rio, bem como também foram encontrado uma lona plástica de cor azul, uma bota, um cartão de Saúde e ainda medicamentos, além também de uma embarcação que poderia ser a utilizada pelo Indigenista Bruno Pereira e o Jornalista britânico Dom Phillips.

 

As investigações continuam no sentido de realizar perícias em todo o material coletado e também da perícia e análises de sangue encontrado na embarcação pertencente a Amarildo da Costa de Oliveira, mais conhecido na região do Javari por "Pelado ".

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2022 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar