Quarta-Feira, 20 de Junho de 2018
Veja a estratégia de JB
Jorge Bornhausen sabe driblar na política e joga tanto na direita quanto na esquerda. Veja como:
11/06/2013 | 10:23
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Com um pé dentro do governo Raimundo Colombo (PSD), através da presença do filho Paulo Bornhausen,PSD, ocupando uma das principais secretarias de Governo Estadual; e apostando na liderança do governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), para disputar a presidência da República em 2014, o líder histórico do PFL ( depois dos Democratas e agora do PSD); Jorge Bornhausem, manifesta à Imprensa que apóia a reeleição de Raimundo Colombo (PSD) em 2014, mas que apóia também a pré-candidatura de Eduardo Campos (PSB) à presidência.

 

O super poder de Bornhausen
O mais curioso é que dentro desta estratégia política de JB, estão também aliados de forma consolidada a atuação do governador Raimundo Colombo, que sendo do PSD apóia a reeleição de Dilma Rousseff (PT), em 2014. Ou seja, seja lá quem perder ou ganhar, ambos estão todos aliados, ou simplesmente continuam aliados com um pé na articulação pró-Dilma e também pró-Eduardo Campos.

 

Um dos braços direitos de Raimundo Colombo, o atual secretário de estado Murilo Flores é do PSB e é um dos coordenadores de projetos no Governo Colombo. Portanto, Jorge Bornhausen que lançou Colombo na política, continua mantendo seu poder político mesmo sem ocupar cargo públicos.

 

Quem diria que em poucos anos apenas, um grupo de liberais liderados por Jorge Bornhausen se apresenta na atualidade como um ícone da política socialista e de esquerda. Depois que Paulo Maluf; Fernando Collor; Gilberto kassab, Esperidião Amin; Renan Calheiros, Jader Barbalho e tantas outras figuras políticas de direita que já estão dentro do comando político governista do PT sob comando de Dilma Rousseff, não é de estranhar também esta manipulação política estratégica de aproximação de Jorge Borhausen ao Governo das "esquerdas " no país.

 

E a janela de entrada é a vizinha d aporta principal, ou seja, apoiar uma liderança expressiva do PSB que está bem ao lado, senão juntinha do PT. Na política é assim: Se não estiver juntos; é melhor estar pertinho do que lá distante e Jorge Bornahusen sabe muito bem disto. Só parte do eleitorado brasileiro é que ainda não percebeu isto e levará anos talvez para saber mais de estratégia política.

 

Se é que muitos ainda sabem o que é estratégia política!

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2018 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar