Quarta-Feira, 20 de Março de 2019
Cerveró abre o bico e PF amplia caça à máfia
Depoimento do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró à PF a ao MPF, dá mais elementos na caça aos mafiosos na Petrobras
16/01/2015 | 3:35
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

A prisão do ex-diretor Internacional da Petrobras Nestor Cerveró, recolhido a carceragem do prédio da Polícia Federal, em Curitiba, após a prisão ocorrida na última terça-feira,13, no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro (RJ); levou recolhimentos de informações preciosas para ampliar o leque de investigações da máfia que desviou bilhões da Petrobras.

 

Em depoimento à PF em Curitiba,PR, Nestor Cerveró, declarou que  Roberto Fernando Soares ( conhecido como Fernando Baiano); desviou no período de 2006 e 2007  cerca de US$ 40 bilhões em propina para intermediar contratos pela Petrobras na compra de navios- sonda.

 

Cerveró, afirmou ainda à PF que Fernando Baiano atuava em duas diretorias na Petrobras ( a de Abastecimento e a de Gás e Energia) ao longo de vários anos, ou seja, entre o período de 2004 e 2012. As informações são do Blog: Painel, da Folha de S. Paulo. As duas diretorias tiveram como líderes Ildo Sauer (2003 a 2007) e Maria das Graças Foster (2007 a 2012) e que é atual presidente da Petrobras. Agora, ampliam-se as investigações na caça a mais mafiosos a partir das declarações de Nestor Cerveró.

 

Há de destacar ainda outra etapa fundamental a partir da Lava Jato, ou seja, ouvir dos vários deputados federais envolvidos em supostos esquemas de corrupção ligados a Petrobras.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2019 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar