Domingo, 22 de Outubro de 2017
Michel Temer renuncia ou não o Governo ? Eis a questão !
Michel Temer (PMDB), poderá deixar a presidência da República, mas quando?
18/05/2017 | 23:32
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

O abalo sísmico diante das delações dos empresários donos da JBS Joesley Batista e Wesley Batista ao Supremo Tribunal Federal - STF e para a Procuradoria Geral da república- PGR; poderá levar o presidente da República Michel Temer (PMDB), que até manifestou interesse em deixar de imediato o cargo presidencial durante reunião de urgência com ministros.

 

O presidente da Câmara Federal deputado Rodrigo Maia (DEM), poderá assumir a Presidência da República em caso de Temer (PMDB), renunciar. Na sequência da linha sucessória está o Senador Eunício Oliveira (PMDB), do Ceará. Michel Temer (PMDB), tem manifestado publicamente que não pretende renunciar e sim responder o processo aberto pelo STF na Justiça. Há fortes pressões políticas e de setores da sociedade brasileira para que haja renúncia de Michel Temer (PMDB).

 

Vários senadores e deputados estão rompendo com o governo Michel Temer diante da repercussão do escândalo de corrupção que envolve o presidente Michel Temer. Alguns partidos políticos da base aliada de Temer (PMDB), já discutem deixar o apoio ao governo mafioso comandado por Michel Temer (PMDB). Temer foi eleito vice-presidente na chapa com Dilma Rousseff (PT)- outra mafiosa que deixou o cargo diante do Impeachment. Temer, pode seguir o mesmo caminho ou até renunciar a presidência da República - o que poderá ocorrer em breve.

 

"Não renunciarei. Não renunciarei", diz Temer (PMDB), mas

"Não renunciarei. Não renunciarei ", disse Michel Temer, destacando rápidas respostas e apurações sobre o caso de denúncias contra ele. Mas, a situação é crítica. complexa e exige definição urgente para a nação. Tanto Michel Temer (PMDB), quanto o presidente da Câmara Federal Rodrigo Maia (DEM) e o senador e presidente do Senado Federal Eunício Oliveira (PMDB), do Ceará, estão ambos envolvidos em corrupção e respondendo processos no Supremo Tribunal Federal - STF. ou seja, sai um mafioso do comando do governo federal, entra outro que se sai entra outro. Situação bastante crítica e preocupante para toda a nação brasileira.

 

E certamente diante deste quadro complexo político e institucional é que Michel Temer (PMDB), tenta protelar a renúncia na tentativa de levar o Brasil assim balançando nesta onda de corrupção e indefinição política até às eleições de 2018. Quanto mais tempo ganhar, mais tempo haverá do país não enfrentar um mandato tampão antes de outubro de 2018. Entretanto, o custo-Brasil é elevado: não reage no aspecto de soluções das reformas e tão pouco desenvolve o necessário para superar a grave crise econômica e social provocada por estas ações mafiosas que envolvem centenas de políticos corruptos e ladrões do dinheiro da população brasileira que paga elevados impostos e tributos.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2017 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar