Sexta-feira, 14 de Dezembro de 2018
STF por 6 a 5 votos rejeita habeas corpus da defesa de Lula (PT). Prisão pode ser decretada
05 de abril de 2018 Dia histórico para o Brasil contra a corrupção. STF por 6 a 5 votos nega o habeas corpus de Lula (PT)
05/04/2018 | 1:03
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

O Supremo Tribunal Federal (STF), em sessão realizada na terça-feira (4), que atravessou a madrugada de quarta-feira (5), decide por 6 votos a 5 rejeitar o habeas corpus de defesa do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O corrupto e mafioso líder que responde a vários processos na Justiça Federal por crimes de corrupção passiva e ativa além de lavagem de dinheiro e outras práticas igualmente ilícitas; poderá ser preso preventivamente após esta decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

 

Investigações realizadas pela Polícia Federal (PF) e pelo Ministério Público Federal (MPF), na operação Lava Jato apontaram neste caso específico do processo contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro relacionado ao triplex no Guarujá (SP). A publicação do acórdão desta sessão será divulgado em poucos dias e em seguida ser decretada a prisão do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

 

Ex-presidente da República pegou pena de 12 anos e um mês de prisão

A pena de prisão contra Luiz Inácio Lula da Silva (PT), é de 12 anos e um mês em regime fechado. Decisão esta definida pela 4a. Região do Tribunal Regional Federal (TRF-4), de Porto Alegre,RS, que aumentou a pena inicialmente definida pelo Juiz Federal Sergio Moro que era de 9 anos e seis meses; mas que foi aumentada por decisão da 4a. Região do Tribunal Regional Federal TRF-4.

 

Com a decisão do STF na sessão iniciada na terça-feira (4) e encerrada na madrugada de quarta-feira (05); sobre o julgamento do habeas corpus da defesa de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), será em seguida publicado em poucos dias o acórdão desta sessão. Na sequência o corrupto e mafioso ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT), deverá ter decretada a prisão.

 

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Carmem Lúcia encerrou a sessão exatamente às 00.46 minutos da madrugada de quarta-feira (05); proclamando a decisão do STF sobre o julgamento do habeas corpus que foi rejeitado por esta Corte da Justiça brasileira. Veja o resultado desta votação: À favor do habeas corpus apresentado pela defesa de Lula (PT): os ministros Gilmar Mendes; Dias Toffoli; Ricardo Lewandowski; Marco Aurélio e Celso Mello. Contra o habeas corpus os ministros Edson Fachin ( relator ); Luiz Roberto Barroso; Rosa Weber; Luiz Fux e a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Carmem Lúcia.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2018 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar