Domingo, 21 de Outubro de 2018
Eleição presidencial a menos de 5 meses e incógnita diante turbilhão da máfia
Eleição presidencial no Brasil em outubro deste ano continua sendo uma grande incógnita face ao turbilhão para escapar da máfia em alianças
14/05/2018 | 2:19
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

A maior dificuldade no campo político brasileiro na atualidade é quanto às imensas dificuldades com que as principais siglas partidárias enfrentam para escapar de ver seus principais líderes políticos envolvidos em corrupção e organizações criminosas além de atuação mafiosa e muitos deles já presos, sendo que outros destes mafiosos estão à beira de parar na prisão.

 

Rombos bilionários somados e praticados aos cofres públicos além de outros atos ilícitos somam-se a este turbilhão de dificuldades para as disputas nas eleições presidenciais deste ano de 2018. Partidos como do PT; PMDB; PSDB; PP; assim como outros partidos políticos de expressão menores, mas com muitas figuras respondendo processos na Justiça por corrupção; lavagem de dinheiro, dentre outras irregularidades como recebimento de propinas milionárias; também encontram as dificuldades semelhantes ao dos grandes partidos tradicionais da política brasileira.

 

A eleição de outubro próximo - daqui a menos de cinco meses ainda é uma grande incógnita. A construção das alianças partidárias é outro fator de difícil articulação devido aos entraves internos partidários e entraves no campo do judiciário onde muitos corruptos estão inseridos na possibilidade de ver nomes incluídos definitivamente na Lei da Ficha Limpa e não poder assim concorrer às eleições também proporcionais (Senado Federal, Câmara Federal e Legislativos Estaduais e aos governos estaduais). Portanto, é uma realidade amplamente diferente de outras épocas mais recentes da política brasileira.

 

E caberá ao eleitorado a responsabilidade maior de filtrar suas escolhas representativas políticas quando ao depositar o voto nas urnas. Um novo Brasil poderá surgir de acordo com a vontade popular. Ao contrário; a mesmice, a reeleição de agentes políticos incapacitados para exercer um mandato com responsabilidade, ética e compromisso com os anseios da sociedade deste país, levará o Brasil a manter a sujeira e roubalheira do dinheiro público que está faltando em todas as áreas (Saúde; Educação; Segurança Pública; Infra- estruturas viárias, portuárias e aeroportuárias, além da Cultura; Esporte e Lazer; Meio Ambiente; Habitação e Agricultura).

 

E outro aspecto relevante: é preciso urgentes e profundas reformas: Tributária; Fiscal; além de reforma no campo jurídico com uma legislação mais rigorosa e que permita agilidade e rapidez na plenitude da Justiça e uma reforma política igualmente profunda.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2018 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar