Quarta-Feira, 20 de Junho de 2018
Ex-prefeito de Lages (SC), Elizeu Mattos (MDB), foi condenado à 24 anos de prisão por corrupção
Elizeu Mattos (MDB), recebeu pena de prisão a 24 anos, 8 meses e 13 dias por crimes de corrupção passiva; organização criminosa e fraude licitatória
09/06/2018 | 14:49
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

O ex-prefeito de Lages (SC), Elizeu Mattos (MDB), recebeu pena condenatória de prisão por parte da Justiça a 24 anos, 8 meses e 13 dias sendo que deste período 13 anos, 8 meses e 13 dias será em regime fechado e outros 10 anos, 8 meses em regime semi aberto.

 

A decisão foi do Juiz Jean Everton da Costa, da 2a. vara Criminal da Justiça em Lages (SC). O ex-prefeito de Lages (SC)< Elizeu Mattos (MDB), que iniciou atividades políticas ainda jovem como assessor parlamentar do senador na época Dirceu Carneiro (PMDB) e que após atuou junto ao governo de Luiz Henrique da Silveira (PMDB) e depois de algumas tentativas de chegar a deputado estadual, acabou elegendo-se deputado estadual pelo PMDB (hoje MDB) e reeleito tornando-se também líder do governo estadual na época sob a gestão de Raimundo Colombo (PSD). Elizeu Mattos (MDB), concorreu a prefeitura de Lages e venceu as eleições por uma diferença de cerca de 1.100 votos do adversário Antônio Ceron (PSD).

 

Eleito a prefeito de Lages, Elizeu Mattos (MDB), acabou sendo denunciado pela Justiça na Operação " Águas Limpas ", do GAECO e que investigou uma série de atos ilícitos junto a SEMASA - empresa responsável pelo abastecimento de água em Lages. Elizeu Mattos (MDB), foi então preso naquela operação policial sob coordenação da Justiça Estadual e ficou detido 83 dias. Outras três pessoas também chegaram ser presas naquela operação policial.

 

A ação do GAECO que investigou e prendeu o ex-prefeito de Lages Elizeu Mattos (MDB), foi deflagrada em meados de 2014 e no dia 5 de dezembro de 2014, o então prefeito de Lages na época foi afastado do cargo por decisão da Justiça. Elizeu Mattos (MDB), é acusado pela Justiça por organização criminosa; fraudes licitatórias e recebimento de propinas.

 

A ação foi impetrada pela Procuradoria Geral de Justiça do Estado de Santa Catarina e a denúncia foi aceita em fevereiro de 2015. O ex-prefeito de Lages (SC), Elizeu Mattos (MDB), atuava recentemente no gabinete do atual deputado estadual Fernando Agustini ( Fernando Coruja ), do MDB, onde atua também e como chefe de gabinete parlamentar o primo de Elizeu Mattos, o ex-secretário da SDR (Secretaria de Desenvolvimento Regional de Lages Juarez Mattos.

 

O ex-prefeito de Lages e ex-deputado estadual Elizeu Mattos (MDB), chegou a receber diversas homenagens sendo uma delas em maio de 2011 quando a Fundação Carlos Jofre do Amaral instituiu o Troféu: " Orgulho Serrano " em que entre os homenageados estavam Elizeu Mattos; o ex-governador e ex-senador Raimundo Colombo (PSD), entre outras lideranças de vários segmentos da região serrana. A Justiça determinou além da condenação a Elizeu Mattos (MDB) por 24 anos, 8 meses e 13 dias, perda do cargo no gabinete do deputado estadual Fernando Agustini (MDB). Vale ressaltar que cabe recurso da decisão em Primeira Instância da Justiça.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2018 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar