Terça-Feira, 25 de Junho de 2019
Havan é processada na Justiça por coagir funcionários por votos. MPT pede RR 100 milhões de indenização
MPT pede R$ 100 milhões de indenização a Havan de SC por coagir funcionários por votos nas eleições de 2018
23/11/2018 | 14:02
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

A 12a. procuradoria Regional do Trabalho (MPT) de Santa Catarina, ingressou com uma ação civil pública contra a empresa Havan e o empresário Luciano Hang, na qual pede pagamento indenizatório no valor de R$ 100 milhões por danos morais e por " influenciar o voto dos funcionários " durante o período eleitoral deste ano.

 

O Ministério Público do Trabalho (MPT), pede à Justiça que determine o pagamento de R$ 75 milhões em danos morais coletivos e mais R$ 5 mil em individuais para cada um dos 15 mil funcionários da empresa presidida por Luciano Hang. Esta ação indenizatória na Justiça questiona a publicação de vídeos nas redes sociais, bem como, a enquete eleitoral entre os funcionários.

 

O MPT defende o pagamento de dano moral coletivo assegurando que o empresário "utilizou de s eu poder empresarial e do grande porte econômico da empresa para alavancar suas campanhas em favor de determinado candidato à Presidência da República " e que, portanto, a campanha invadiu o ambiente da empresa e " tornando-a uma extensão do comitê de campanha do candidato ".

 

Mais de 50 denúncias ingressaram na Justiça contra a Havan durante o período eleitoral. Durante o período eleitoral, quando o assunto já dominava discussões públicas sobre o caso; o empresário Luciano Hang destacava à imprensa de que " os procedimentos do Ministério Público e da Justiça do Trabalho contra ele eram uma tentativa do poder público de o calar " e que os vídeos publicados na época fazem parte da política de transparência a empresa e negou coação dos funcionários. O empresário e dono da Havan juntamente com outras duas pessoas ligadas a empresa; alguns anos atrás tiveram que responder na Justiça a um outro processo e relacionado à supostas fraudes financeiras; lavagem de dinheiro e sonegação fiscal.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2019 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar