Sexta-feira, 22 de Março de 2019
Gustavo Bebianno é exonerado da Secretaria- Geral da Presidência da República. Assume General Floriano Peixoto
Exonerado Secretário- Geral da Presidência Gustavo Bebianno chamado de mentiroso por Carlos Bolsonaro e o próprio presidente JB. Assume o General Floriano Peixoto Neto
19/02/2019 | 1:00
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Chamado de "mentiroso " pelo vereador Carlos Bolsonaro (PSC), do Rio de Janeiro e filho do presidente da República Jair Bolsonaro (PSL), que também confirmou não haver sequer feito contato com o então Secretário Geral da Presidência Gustavo Bebianno (PSL); como ele havia confirmado publicamente feito contato com o presidente da República Jair Bolsonaro; na segunda-feira (18), Gustavo Bebianno acabou sendo exonerado após o sai e não sai do cargo depois do escândalo de algumas candidaturas "laranjas" do PSL e que agravou ainda mais o relacionamento político entre Bebianno e Bolsonaro.

 

O Porta- Voz do Governo de Jair Bolsonaro; Otávio Barros; no final da tarde de segunda-feira (18), confirmou a saída de Gustavo Bebianno do governo federal sob comando do capitão do Exército Jair Bolsonaro (PSL). Assume no lugar de Bebianno o General de reserva Floriano Peixoto Neto e que atuava como Secretário- Executivo da Secretaria - Geral da Presidência da República.

 

Floriano Peixoto é o oitavo militar do Exército que assume cargo de ministro no governo de Jair Bolsonaro (PSL). O governo Bolsonaro (PSL), mostra desta forma que não veio para brincadeira e que está disposto a resolver logo quaisquer emaranhado de dúvidas sobre comportamentos políticos em seu governo.

 

Governo de JB tem mais um general do Exército e Brasil ficando com outra postura política- administrativa

Como dentro do Exército, a disciplina é ostensiva e referência e jamais um subordinado atreveria chamar um outro militar de "mentiroso" e ou descumprir alguma ordem determinada pelo comando militar.

 

O Brasil começa mesmo em pouco menos de dois meses sentir que algumas questões mesmo sob ponto de vista política -administrativa está diferenciando-se de governos anteriores corruptos e mafiosos. O povo brasileiro não admite certamente nem laranjas em campanhas políticas e tão pouco desvios de dinheiro público, além de quaisquer outros atos ilícitos.

 

Gustavo Bebianno certamente não saiu nem por haver praticado quaisquer ato ilícito mesmo na questão do laranjal que é responsabilidade dos diretórios estaduais que coordenam as candidaturas locais e regionais; porém; saiu do governo pela questão da falta de confiança quando disse que falou com o presidente Jair Bolsonaro (PSL), quando o próprio presidente disse publicamente em mídia social que não havia falado com Bebianno. Isto pegou e derrubou Gustavo Bebianno do governo.

 

Se de fato, ocorrera o diálogo entre os dois quando Jair Bolsonaro (PSL), estava internado para tratamento de saúde; é mais que correto o próprio Bebianno mostrar publicamente este diálogo- se é que realmente aconteceu.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2019 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar