Quarta-Feira, 26 de Junho de 2019
PSL de Minas Gerais é alvo de Operação da Polícia Federal. Motivo: laranjal e desvios de dinheiro público
PF deflagra Operação " Sufrágio e Ostentação " e mira o PSL de Minas Gerais no esquema de "laranjas" em campanhas eleitorais e desvios de dinheiro público
30/04/2019 | 0:24
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

A máfia no Brasil está mesmo infiltrada em praticamente todos os segmentos, mas é no meio da classe política- partidária onde uma das raízes mais proeminentes, mais expressivas e fortes de roubalheira milionária e até bilionária de dinheiro público acaba ocorrendo. E desta vez entra na mira das investiagações por parte da Polícia Federal e do Ministério Público Federal o PSL de Minas Gerais. Motivo: uso de "laranjas " nas campanhas eleitorais do ano passado.

 

O PSL de Minas Gerais assim como de vários outros estados já estão sendo investigados por esquemas de uso de candidaturas "laranjas" nas eleições de 2018 em que o objetivo maior foram desviar recursos financeiros oriundos do Fundo Partidário.

 

O PSL aprendeu rapidinho como desviar recursos públicos mesmo antes de ocuparem muitos cargos públicos após as eleições como demonstra estas várias investigações tanto em Minas Gerais; Rio de Janeiro; Paraná e alguns estados da região especialmente Nordeste do país. O ministro de Turismo que foi presidente do PSL em Minas Gerais Marcelo Álvaro Antonio é suspeito de desvios de recursos do Fundo Partidário em Minas Gerais. A PF fez buscas e apreensões na manhã de segunda-feira (29), na sede do PSL ( cuja sigla não tem nada haver como Partido Somente Laranjal ); e sim uma sigla social liberal.

 

A Polícia Federal fez buscas e apreensões também em cidades mineiras como Contagem; Lagoa Santa; Coronel Fabriciano e na Capital Belo Horizonte. Assim como várias outras siglas partidárias investigadas bem poucos anos atrás e até nas eleições de 2018, que também utilizaram deste meio ilícito e criminoso de uso de "laranjas" nas eleições e desvios financeiros do Fundo Partidário. São diversos processos que tramitam na Justiça sobre este assunto e ocorrências.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2019 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar