Terça-Feira, 01 de Dezembro de 2020
Conselho de Ética do Senado  deve avaliar caso de Chico Rodrigues (DEM-RR),  pego pela PF com dinheiro sujo na cueca
Conselho de Ética do Senado deve avaliar caso de Chico Rodrigues (DEM-RR),  pego pela PF com dinheiro sujo na cueca
20/10/2020 | 1:24
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Pego recentemente em operação investigatória realizadas da Polícia Federal (PF), o caso do senador de Roraima, Chico Rodrigues (DEM-RR),  deverá ser analisado pelo Conselho de Ética e que deverá culminar com a cassação do senador denunciado á PF e ao MPF por participação em desvios de recursos públicos na ordem de R$ 20 milhões que seriam destinados à saúde em Roraima paro  o trabalho de combate a pandemia do novo coronavírus Covid-19.

 

A  Polícia Federal (PF), encontrou o senador Chico Rodrigues (DEM-RR), com cédulas dentro da cueca, junto as nádegas quando foi revistado por um dos delegados que acompanhou esta operação em Boa Vista (RR). O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso determinou o afastamento das atividades do senador Chico Rodrigues (DEM-RR), por um período de 90 dias.

 

Caso tenha o mandato cassado, quem assume a vaga de Chico Rodrigues (DEM-RR), é o filho dele Pedro Arthur - que disputou a última eleição na chapa do pai. Neste período de 90 dias, o senador Chico Rodrigues (DEM-RR), indicado  pelo presidente da República Jair Bolsonaro como sendo vice-líder do governo Bolsonaro no Senado; ( mas que após o escândalo  do dinheiro na cueca deixou o cargo de vice-líder no Senado Federal); terá neste período de três meses prazo para promover a defesa das acusações por parte do Ministério Público e da Polícia Federal (PF).

 

  O senador Chico Rodrigues é filiado ao DEM que tem como destaques políticos o presidente da Câmara Federal Rodrigo Maia (DEM-RJ), e também o presidente do Senado Federal   Davi Alcolumbre (DEM-AP.; Tanto Davi Alcolumbre quanto Rodrigo Maia, ambos do DEM;  possuem processos  e inquéritos tramitando na Justiça Federal por  denúncias de corrupção; caixa dois  e caixa ( três ), segundo a PF;  sendo um deles contra Alcolumbre em campanha política  com suposta lavagem de dinheiro.

 

Davi Alcolumbre (DEM-AP), possui dois inquéritos tramitando no Supremo Tribunal Federal (STF), sendo um dos casos tramitando em segredo de justiça e um deles diz respeito à campanha eleitoral de 2014. Ou seja, o núcleo  nacional do DEM  enfrenta desafios enormes  com alguns de seus principais líderes nacional.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2020 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar