Terça-Feira, 01 de Dezembro de 2020
PF entrega à Justiça Federal em SC, mais um relatório da Operação Alcatraz. Combate à organização criminosa continua
PF entregou à Justiça Federal mais um relatório da Operação Alcatraz que investiga organização criminosa em Santa Catarina
23/10/2020 | 22:47
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

A Polícia Federal (PF), fez entrega na quinta-feira (22) à Justiça Federal de Florianópolis (SC); de mais um novo relatório sobre a Operação Alcatraz. Esta operação Alcatraz foi deflagrada em 2019 visando investigar desvios de recursos públicos na gestão do então governador de Santa Catarina João Raimundo Colombo (PSD), através da Secretaria de Estado de Administração onde as investigações da Polícia Federal e do Ministério Público detectaram fraudes licitatórias e desvios milionários de recursos públicos.

 

A Polícia Federal cumpriu logo no início desta Operação Alcatraz 11 mandados de prisões e onde 54 pessoas foram indiciadas. Neste novo relatório mais sete pessoas foram investigadas pela PF. O relatório da PF foi entregue á 1a. vara de Justiça Federal de Florianópolis (SC). Em delação ao Ministério Público Federal (MPF), e à Polícia Federal (PF), uma advogada que fazia parte da organização criminosa de desvios de recursos públicos repassados utilizando junto a um sócio de um escritório de advocacia de " fachada " segundo ela, para retirar o dinheiro de um dos bancos em Florianópolis (SC), e serem repassados a " intermediários " do ex-governador de Santa Catarina Raimundo Colombo (PSD); ao ex- vice governador Eduardo Pinho Moreira (MDB), e ao então conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina ( TCE-SC), atualmente presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina- Alesc, deputado Júlio Garcia (PSD). Segundo delatora, o dinheiro era entregues dentro de caixas de uísque; caixas de sapatos e dentro de envelopes . Suspeita-se que entre os anos de 2016 a 2018 tenha sido desviado dos cofres públicos em torno de R$ 10 a 12 milhões de reais. à Imprensa os políticos citados na Operação Alcatraz, negam haver cometidos delitos.

 

Imunidade parlamentar faz processo contra Júlio Garcia (PSD), ir para a Côrte Superior, decide ministro do STJ

No último dia 16, por decisão do ministro do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), Joel Ilan Paciornik, o processo na Operação Alcatraz que traz citações do envolvimento do ex- conselheiro do TCE-SC e atual presidente da ALESCX, deputado estadual Júlio Garcia (PSD), foi transferido para a Côrte por considerar haver a imunidade parlamentar do deputado Júlio Garcia (PSD). A Operação Alcatraz revelou à sociedade catarinense através das investigações realizadas pela Polícia Federal (PF) e pelo Ministério Público Federal (MPF); como funcionava um esquema sofisticado de desvios de recursos públicos dos cofres do governo do estado de Santa Catarina junto a Secretaria de Estado de Administração.

 

Desvios financeiros que mostram mais um capítulo da série de atuação de organizações criminosas não somente em Santa Catarina, mas que infelizmente vem ocorrendo em todo o Brasil e basta ver a enxurrada de escândalos- um atrás do outro envolvendo quadrilhas super organizadas e ramificadas e maioria delas já atuando desde muitas décadas desviando recursos bilionários se somados e que poderiam estarem sendo investidos em áreas como da Saúde; educação Infra estrutura; Habitação; Saneamento Básico; Cultura e Esportes; Meio Ambiente e de Desenvolvimento gerando novos milhares de empregos. uso de laranjas; operadores financeiros e doleiros; evasão de divisas para paraísos fiscais; aquisições de bens de valores vultuosos desde apartamentos; fazendas, aviões e helicópteros; dentre outros como aplicações em bolsas de valores e compra de ações; são algumas das formas de obtenção de riquezas ás custas do dinheiro público como demonstram diversas das operações realizadas no Brasil pela PF e MPF nestes pelo menos últimos 20 anos.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2020 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar