Terça-Feira, 15 de Junho de 2021
Cai máscara no STF e TSE que revela face da corrupção. Toffoli recebeu propina de R$ 4 milhões, diz Sérgio Cabral (MDB)
12/05/2021 | 19:05
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Os escombros da corrupção que permeia no Brasil atingiu em cheio o Supremo Tribunal Federal (STF). e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O que muitos cidadãos brasileiros suspeitavam parece estar sendo revelado indubitavelmente diante pedido da Polícia Federal (PF) ao próprio Supremo Tribunal Federal (STF), para abrir inquérito investigatório contra o ministro do STF Dias Toffoli. O motivo: denúncia à PF e ao MPF por parte do ex- governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (MDB), o mafioso e corrupto que está preso na carceragem no Rio de Janeiro e foi condenado pela Justiça Federal por crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro; organização criminosa; fraudes, dentre outros ilícitos. Cabral (MDB); assegurou em delação premiada de que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e que atuou também como presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE); Dias Toffoli; recebeu propina de R$ 4 milhões por vendas de decisões junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) .

 

Segundo a PF que pede ao STFE a abertura de inquérito contra Dias Tofolli; as propinas pagas segundo Cabral (MDB); resultaram em benefícios à diversos prefeitos envolvidos com processos na esfera do Judiciário do Estado do Rio de Janeiro. Dias Toffoli (STF), chegou a presidir o Tribunal Superior Eleitoral no ano de 2016. O documento sobre esta delação de Cabral (MDB), já está nas mãos do ministro do STF, Edson Fachin. O assunto mereceu destaque no Jornal Folha de S. Paulo na edição de terça-feira (11/05).

 

Esta é a primeira vez na história do STF que a PF ingressa com pedido investigatório contra um do ministro da Suprema Corte. Em plena pandemia do novo coronavírus Covid-19, até máscara dentro do STF e do TSE poderá cair. Um impeachment contra Dias Toffoli não está descartado e até prisão, caso seja provado o ato ilícito denunciado contra Dias Toffoli. À Imprensa, Toffoli disse não ter conhecimento dos fatos e que jamais recebeu supostos valores ilegais.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2021 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar