Quarta-Feira, 20 de Outubro de 2021
Operação Alcatraz - Máfia provoca rombo milionário aos cofres do Estado de Santa Catarina. MPF denuncia quadrilha
31/08/2021 | 19:47
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

O Ministério Público Federal (MPF), denunciou uma quadrilha, máfia que provocou rombos milionários aos cofres públicos do Estado de Santa Catarina. A quadrilha praticou segundo o MPF crimes como desde peculato; corrupção ativa e corrupção passiva; fraudes em contratos públicos; lavagem de dinheiro; desvios de dinheiro público dos cofres do Estado de Santa Catarina. O MPF descobriu e denunciou que a máfia, a quadrilha atuava em dois grupos desta organização criminosa de desvios milionários dos cofres públicos do Governo do Estado de Santa Catarina, sendo crimes praticados entre agosto de 2009 a abril de 2010 onde o MPF denunciou 10 pessoas por diversos atos ilícitos, dentre eles de lavagem de dinheiro; desvios de recursos públicos, pagamentos de propinas; corrupção onde o volume somente com estes dez denunciados alcançou cerca de R$ 65 milhões sendo R$ 9 milhões em pagamentos de propinas, segundo o MPF.

 

Além dos R$ 65 milhões o MPF descobriu mais desvios financeiros em cerca de R$ 178 milhões em SC

Já, o segundo núcleo mafioso formado por dois grupos sendo um deles por sócios, gestores e empregados de empresas privadas envolvidas na organização criminosa e até políticos descobertos por investigações e agora denunciadas pelo Ministério Público Federal (MPF); denunciados à Justiça Federal por crimes de fraudes; superfaturamentos e desvios de recursos públicos do Estado de Santa Catarina. O segundo grupo da organização criminosa, mafiosa que atuava provocando desvios financeiros dos cofres públicos do governo de Santa Catarina; segundo o Ministério Público Federal (MPF), era formado por vários agentes públicos e alguns políticos que concorreram para as fraudes em licitações e pagamentos de contratos aditivos.

 

Segundo o MPF, no âmbito da Operação " Hemorragia " deflagrada em janeiro de 2021; fora oferecidas seis denúncias contra 28 pessoas que segundo o MPF praticaram crimes desde fraudes licitatórias em contratos com o governo do Estado de Santa Catarina, peculato;corrupção e lavagem de dinheiro onde foram desviados criminosamente cerca de R$ 178 milhões dos cofres do estado de Santa Catarina Segundo o MPF em Santa Catarina, os desvios financeiros dos cofres do Governo de Santa Catarina neste caso da Operação " Hemorragia ", ocorreram entre 2011 a 2015, dentro da gestão do então governador Raimundo Colombo (PSD).

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2021 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar