Terça-Feira, 30 de Novembro de 2021
Congresso quer romper autonomia do Ministério Público. Sociedade brasileira repudia interferência política
Congresso quer romper autonomia do MP e sociedade brasileira repudia essa interferência política. Fere a Constituição
19/10/2021 | 18:02
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Um absurdo o que o Congresso Nacional que fala em respeitar a autonomia dos Poderes constituídos e agora quer colocar a goela abaixo a aprovação da PEC 05/2021 que rompe, quebra a autonomia do Ministério Público ao apresentar propostas de mudanças que vão desde que para a escolha do Corregedor do Conselho nacional de Procuradores do MP seja decidido pelo Congresso Nacional até ao aumento de 15 para 17 os membros deste colegiado do CNMP.

 

A Câmara Federal já aprovou a proposta de mudanças, e que deverá ir ao Senado Federal e se aprovada caberá ao presidente da república Jair Bolsonaro decretar a nova proposta de lei federal. A reação dos Procuradores do Ministério Público de todo o Brasil foi imediata desde início quando ingressou no Congresso Nacional tais propostas e que agora nesta semana o presidente da Câmara Federal Arthur Lira, do PP de Alagoas e que tem contra ele processos na esfera jurídica; quer levar `ao plenário para votação.

 

É esdrúxula e vergonhosa a interferência da classe política representada no Congresso Nacional querer mudar regras Constitucionais que combate a corrupção; lavagem de dinheiro; combate as organizações criminosas no país e que agora, a classe política em sua maioria no Congresso Nacional busca exatamente aumentar a auto proteção ao reduzir e manter ingerência nos trabalhos do Ministério Público do Brasil.

 

O Congresso Nacional tem que cuidar é das reformas que o país precisa e não prejudicar o que faz bem à Nação

Quando operação investigatórias do MPF e da PF agem sob a rígida determinação de combater crimes praticados por muitos mafiosos, corruptos, ladrões do dinheiro público e que possuem desde o tal Foro privilegiado; possuem a Imunidade Parlamentar, aí essa atuação do MPF e da Polícia Federal é tratada como sendo uma espécie de interferência na classe política brasileira.

 

Por isto e muito mais que o Brasil , ou seja, a grande maioria do povo brasileiro e que depende de atuações efetivas, éticas e de comprometimento com as mudanças estruturais, legislativas em prol deste povo sofrido, esse povo brasileiro em sua absoluta grande maioria que tem que se deparar com muitos políticos mafiosos, corruptos, ladrões do dinheiro público onde muitos deles atuam em conluio com doleiros mafiosos, corruptos; além de muitos empresários igualmente mafiosos e corruptos, dentre outros como muitos agentes públicos corruptos como já mostradas à sociedade brasileira pelas inúmeras das operações realizadas pelo Ministério Público Federal (MPF) e pela Polícia Federal (PF), além das equipes das GAECOs espalhadas pelo país afora.

 

O Brasil já não aguenta mais esses absurdos em que a classe política busca fortalecer sua auto proteção e continuando muitos políticos mantendo conluios, atuando em organizações criminosas, roubando dinheiro público de um povo que enfrenta uma crise social, econômica e epidêmica nunca antes vivenciada neste país. Portanto, o Congresso Nacional tem mais que cuidar das urgentes reformas que o Brasil precisa para o bem do povo brasileiro e não prejudicar o que já vem sendo eficiente à Nação.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2021 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar