Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017
Epidemia da gripe H1N1. Brasil enfrenta o vírus
A gripe que vem provocando mortes em todo o Brasil: H1N1 e H3N2, além da B são os que mais provocam doenças e até mortes
16/04/2016 | 13:04
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

E evolução dos vírus da gripe com destaque ao vírus influenza H1N1 que foi isolado pela primeira vez no mundo em 1918, chegando ao início de 2008 quando a Organização Mundial de saúde (OMS), declarou pandemia da influenza A (H1N1), inicialmente chamada de gripe suína. Segundo a OMS, 207 países e territórios notificaram casos confirmados, incluindo pelo menos 18,5 mil óbitos. Agora, em plena véspera do período de Inverno no Brasil; o vírus H1N1 já está provocando mortes e com registros de vítimas em diversos estados do país.

 

A mobilização é ampla dos órgãos e serviços da área da Saúde pública priorizando as orientações, prevenções e tratamentos além de vacinas que começam ser distribuídas através da campanha nacional de vacinação já dentro dos próximos dias em todo o país. Vacinas estas para as faixas etárias de crianças até cinco anos de idade; gestantes; idosos com idade acima dos 60 anos e servidores que atuam na área da saúde em todo o país. Para as demais pessoas descobertas destes critérios do Ministério da Saúde, as vacinas poderão serem adquiridas junto as clínicas da rede particular credenciadas pela Vigilância Epidemiológica. Em Santa Catarina já chegam a 10 óbitos registrados devido á doença. Em São Paulo, são mais de 50 vítimas do vírus A (H1N1), somente nestes primeiros três meses do ano.

 

Com relação ao contágio, ocorre por secreções respiratórias ou pelo contato com as mucosas da boca, do nariz e dos olhos. Após o contágio, os sintomas iniciam-se num prazo de dois a quatro dias. Os sintomas geralmente no começo, aparecem com efeitos mais leves, como exemplo; dores de cabeça, na garganta, nas articulações e no corpo, calafrios, tosse seca; fadiga e coriza. Em alguns casos, pode até apresentar vômito; diarreia e rouquidão. O vírus causa lesão grave no pulmão e pode levar à morte.

 

A Influenza A H1N1 tem afetado principalmente grávidas; jovens; adultos e pessoas portadoras de doenças crônicas . Já, a influenza A H3N2 atinge mais crianças pequenas e os idosos. A influenza B, afeta mais os grupo nos dois extremos de idade. Ou seja, crianças e os idosos. Portanto, é necessário todos os cuidados e a prevenção à doença é extremamente importante e significativo, bem como, se faz levar muito em consideração à importância da vacina. Na prevenção é importante ainda lavar bem as mãos com frequência; evitar tocar em mucosas de olhos, nariz e boca. Quando espirrar ou tossir cubra com lenço ou utilizar o antebraço (evitar as mãos ). Não compartilhar objetos de uso pessoal como talheres, pratos, copos ou garrafas. E, surgindo sintomas da gripe; deve-se buscar orientações médicas.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2017 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar