Segunda-Feira, 11 de Dezembro de 2017
Governo de SC é Amigo ou inimigo das APAES?
Governo de Santa Catarina deixa de repassar R$ 110 milhões para 190 APAES e situação é crítica
12/07/2016 | 22:45
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Nunca antes na história desde a fundação das Associações dos Pais e Amigos dos Excepcionais - APAES de Santa Catarina chegaram à uma situação crítica financeira como na atualidade. Agravada especialmente pela ausência do cumprimento de lei estadual que estabelece repasses financeiros para programas desenvolvidos pelo FUNDOSOCIAL do governo do estado de SC.

 

Recursos financeiros que são repassados para as 190 APAES de todo o estado catarinense. Somente nos últimos cinco anos o governo de Raimundo Colombo (PSD) que tem como vice-governador Eduardo Pinho Moreira (PMDB), deixou de repassar R$ 110 milhões para as APAES, segundo dados do Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina- TCE. Segundo o TCE o governo vem descumprindo a legislação. Isto é grave. " Só dá impacto para as APAES ", diz o presidente da Federação das APAES de Santa Catarina Julio Cesar Aguiar em entrevista recente à imprensa.

 

E para minimizar a grave situação destas APAES de Santa Catarina, uma das alternativas para busca de arrecadação financeira têm sido promover eventos beneficentes, porém, isto por si só não resolve totalmente, mas ameniza parte desta grave situação financeira para manutenção dos trabalhos que as APAES de Santa Catarina realizam há décadas.

 

Amigo ou inimigo ? Eis a questão !

O Brasil convive com uma fase de combate a corrupção. Bilhões são roubados dos cofres públicos. Milhões vão parar nas mãos de muitos mafiosos; quadrilhas e bandidos que utilizam cargos eletivos e em conluio com maus empresários e até pessoas de outros segmentos que se juntam roubar os cofres públicos. Esta prática criminosa atinge desde maioria dos municípios, estados e até no âmbito do governo nacional. A nação brasileira está vivenciando esta realidade nestes últimos pelo menos dez anos para cá.

 

Em Santa Catarina não é muito diferente do que ocorre em outras regiões do país. São dezenas, centenas de processos investigatórios tramitando na esfera jurídica e tudo por conta de denúncias de desmandos do dinheiro público em Santa Catarina. Somente na Promotoria Administrativa do Ministério Público Estadual são mais de 1.100 processos investigatórios contra agentes públicos que são suspeitos de envolvimentos em desvios de recursos públicos e outros crimes administrativos.

 

Muitos deles já foram condenados, mas a maioria ainda destes processos demandam todo um contexto jurídico-administrativo dentro do próprio Ministério Público Estadual que vem investigando gradualmente cada um destes casos. O reflexo de desvios de dinheiro público afeta diretamente áreas que vão desde o Social passando pela Saúde; Educação; Segurança Pública; Economia; Saneamento Básico; Habitação; Agricultura; Cultura; Esporte e Lazer. Em todas estas áreas em Santa Catarina sentem falta de investimentos por parte do governo estadual e até do governo federal. Daí; um destes exemplos que sentem esta falta de recursos são as APAES de Santa Catarina. Amigos não prejudicam a sociedade e especialmente quem mais precisa de atendimento especial.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2017 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar