Sábado, 21 de Outubro de 2017
Hospital Joana de Gusmão em Florianópolis (SC), suspende cirurgias eletivas
É crítica a situação do principal hospital infantil em Santa Catarina - o Joana de Gusmão. Falta até fios cirúrgicos
29/08/2017 | 10:33
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Uma vergonha para quem administra o Governo do Estado de Santa Catarina. A área da Saúde Pública em Santa Catarina chegou ao caos absoluto. São vários hospitais em crise. Muitos já suspenderam atendimentos de urgências e até chegaram ameaçar fechar as portas diante da falta de recursos financeiros. Uma das situações críticas que vem há muitos anos enfrentando assim como tantos outros hospitais de Santa Catarina é o Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis (SC) - na Ilha da "Magia".

 

No berço do centro administrativo político de Santa Catarina, a menos de 2 quilômetros da Casa da Agronômica onde reside o governador de Santa Catarina Raimundo Colombo (PSD), aliado do PMDB que tem o médico como vice-governador Eduardo Pinho Moreira; a situação do Joana de Gusmão é de colapso absoluto: falta desde fios cirúrgicos para atender a demanda e necessidades diárias do atendimento às crianças e adolescentes que necessitam de cirurgias. Na última segunda-feira (28), foram suspensas as cirurgias eletivas e por tempo indeterminado. Falta de quase tudo que um hospital precisa no seu dia a dia.

 

Até a AVOS auxilia o Joana de Gusmão para evitar o caos completo

Até papel higiênico e de limpeza para evitar casos de riscos de contaminação hospitalar está sob falta. A AVOS- associação que tem auxiliado o Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis (SC), chegou a promover recentemente um leilão de obras de arte doadas por dezenas de artistas plásticos de Santa Catarina e até da França para arrecadar fundos e parte destes recursos auxiliar o Hospital Infantil Joana de Gusmão.

 

Enquanto isto; a trajetória política-administrativa do Estado de Santa Catarina é marcada por uma série de escândalos de desvios de verbas públicas. São alguns bilhões com suspeitas de serem desviados dos cofres públicos do estado de Santa catarina ao longo destes últimos 35 anos. Pouco avançou em termos de investigações e punições para grupos, quadrilhas mafiosas que promovem roubos de recursos públicos em Santa catarina através de várias formas ilícitas como superfaturamento em obras e serviços públicos; licitações fraudulentas, dentre outros esquemas praticados e já comprovados na Justiça ao longo destas últimas três décadas em Santa Catarina.

 

O conluio de mafiosos é algo estarrecedor e o que já vem sendo mostrado publicamente pelas investigações como desde ao mensalão- Ação Civil-470 e agora com a Operação Lava Jato; Zelotes dentre outras já dão sinalização de como agem muitos políticos e fora do meio político em alianças visando unicamente sugar os cofres públicos.

 

Quem sofre as consequências diretas desta roubalheira toda é a grande maioria da população que quando necessita de atendimento à saúde vê que a situação realmente é muito grave. Isto sem contar na área da Segurança Pública; Educação, as péssimas rodovias que estão esburacadas, etc.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2017 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar