Segunda-Feira, 28 de Maio de 2018
PMDB atualmente MDB; PT; PP; PSDB e outros partidos com máfia atolados na corrupção
Ladrões de bilhões somados faz mafiosos dentro do PMDB (MDB) ;PT ;PSDB ;PP e de outros partidos ficarem atolados na corrupção. Prejuízos ao povo
08/05/2018 | 22:28
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Chega ser extremamente danoso ao Brasil, especialmente ao povo brasileiro ver tamanha a dimensão da roubalheira do dinheiro dos cofres públicos neste país. A mais recente etapa das investigações na Operação Lava Jato e vem mais por aí; mostra ao povo brasileiro e ao restante do mundo o quanto foram roubados bilhões dos cofres públicos no Brasil.

 

Dinheiro que em grande parte foram parar em paraísos fiscais e autoridades da Suíça já enviaram um amplo documento sobre parte desta realidade do dinheiro roubado dos cofres públicos brasileiros e que foram parar naquele país. Outros paraísos fiscais também estão colaborando com autoridades brasileiras que investigam através da Operação Lava Jato.

 

Partidos políticos como PT; PMDB; PP; PSDB e muitos outros partidos políticos menores com muitas lideranças envolvidos em escândalos de corrupção investigados pela Polícia Federal; Ministério Público Federal; mostram esta dimensão vergonhosa de roubalheira do dinheiro público - dinheiro do povo brasileiro.

 

Delator ex-executivo da Odebrecht detona mais alguns políticos mafiosos

Segundo o delator e ex-diretor executivo da Odebrecht Márcio Faria; em cuja delação foi feita ao Juiz Sérgio Moro; num só contrato da Odebrecht com a Petrobras o PMDB recebeu 5% de propina , dinheiro entregue ao lobista João Augusto Henriques e que tiveram como beneficiários deste montante Henrique Alves e Eduardo Cunha (PMDB), sendo que o PT recebeu US$ 8 milhões e que foram entregues para João Vaccari (PT). Estes recursos pagos em forma de propinas paga aos mafiosos beneficiários foram parar na Suíça através de uma off-shore.

 

O delator disse ainda à Justiça Federal que o presidente da República Michel Temer (PMDB), atual MDB, esteve presente na reunião em que se discutiu o pagamento e distribuição da propina milionária. Reunião esta realizada no dia 15 de julho de 2010 - ano em que foi assinado o contrato entre a Odebrecht e Petrobras no valor de US$ 800 milhões no setor de serviços. E nesta semana ainda a possibilidade de um dos principais amigos do presidente Michel Temer (MDB), o empresário José Yunes vir a delatar. É que José Yunes foi preso na Operação da PF e do MPF " Skala " e ficou detido na carceragem por três dias em março deste ano e certamente não irá querer retornar à prisão tão cedo.

 

Temendo nova ação da PF e do MPF que poderá recolocá-lo novamente na prisão o empresário José Yunes poderá vir a delatar e contribuir com informações importantes sobre a ação que investiga se empresas do setor portuário foram beneficiadas com decreto do presidente Michel Temer (MDB) em troca de propinas milionárias. As investigações contra Michel Temer (MDB), foram proteladas por mais 60 dias, de acordo com decisão da Justiça.

 

Portanto, observa-se que a cada passo da Operação lava Jato mais vai afundando a crise nos partidos políticos do PMDB; PT; PSDB; PP; e de tantos outros partidos envolvidos no escândalo não somente da Lava Jato, porém, dentre outros como do Fundo de Pensões; Mensalão; Zelotes e outros que ainda deverão surgir diante das ramificações das investigações em curso principalmente na Lava jato.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2018 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar