Terça-Feira, 11 de Dezembro de 2018
Bolsonaro (PSL), escolhe ministro da Saúde investigado por troca de favores na campanha de 2010
Investigado na Justiça por troca de favores na campanha de 2010, Luiz Mandetta (DEM-MS), vai ser ministro da Saúde. É a saúde no Brasil de mal a pior
21/11/2018 | 0:00
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Já não bastasse que o super ministro da Fazenda Paulo Guedes ser um dos investigados pela Justiça Federal, quem vai assumir o ministério da Saúde é o também investigado em primeira instância após o processo tramitar pelo Supremo Tribunal Federal (STF), o deputado federal Luiz Mandetta (DEM), de Mato Grosso do Sul. Mandetta, responde a um processo na Justiça por denúncias de troca de favores quando elegeu-se a deputado federal na primeira gestão em 2010. A Polícia Federal (PF), investigou o deputado federal Luiz Mandetta (DEM/MS), quando ele ainda era secretário municipal de Saúde em Campo Grande (MS).

 

Segundo denúncia à Justiça, Luiz Mandetta (DEM), causou prejuízos aos cofres públicos de Campo Grande (MS), na ordem de R$ 8 milhões. Foi diante da aquisição por parte da prefeitura de Campo Grande através da secretaria municipal de Saúde em que ocorreu a instalação o sistema de gerenciamento de Informações Integradas da Saúde ( Gisa).

 

O caso tramitou junto ao STF de 2 de fevereiro de 2015 até 23 de agosto deste ano; quando o ministro do STF Luiz Fux decidiou remeter os autos deste processo para a esfera de primeira instância judicial. Nos autos constam de que o então ex-secretário municipal de Saúde de Campo Grande e atual deputado federal Luiz Mandetta (DEM), favoreceu o Consórcio Telemídia & Tecnology Ltda e a empresa portuguesa Alert Serviços de Licenciamentos de Sistema de Informações a Saúde. Luiz Mandetta, 54 anos, é Ortopedista e natural de Capo Grande (MS).

 

Foi médico militar tenente no Hospital Geral do Exército e trabalhou ainda na Santa casa de Campo Grande de 1993 a 1995. Em 2005 assumiu a secretaria municipal de Saúde de Campo Grande (MS). Foi eleito pela primeira vez deputado federal em 2010 e reeleito em 2014.

 

O grande desafio do futuro ministro da Saúde é garantir os direitos de cada cidadão brasileiro constante da Constituição Brasileira de 1988 , já que é a guarida única dos direitos e garantias coletivas e individuais de cada cidadão brasileiro.

 

Pois, até agora, passados todo este período desde novembro de 1988 o que se viu até hoje foi bem ao contrário: mafiosos saqueando os cofres públicos deste país em todas as áreas públicas e em praticamente quase todos os municípios e estados além é claro do governo federal, seja no âmbito do Executivo; Legislativo e Judiciário - um conluio só, único capaz de colocar o Brasil na situação com que esta nação encontra-se: literalmente afundada nas dívidas públicas graças a ações de mafiosos e corruptos - ladrões do dinheiro do povo deste país !

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2018 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar