Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019
Reino Unido rejeita carne de frango e devolve ao Brasil 1 milhão e 400 toneladas de produtos
Frango brasileiro vetado pelo Reino Unido foi devolvido ao Brasil por não atender critérios Europeu por conta da presença de salmonela
04/07/2019 | 10:43
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

O Reino Unido fez devolução de 1,4 milhão de toneladas de frango brasileiro por conta da presença de bactéria da salmonela. Foram 16 contêineres de produtos de frango que o Brasil exportou entre o período de abril de 2017 a novembro de 2018. As exigências sanitárias na Europa são muito rigorosas e os lotes de frango contaminados pela salmonela retornaram ao Brasil onde foram revendidos ao mercado brasileiro após atender aos critérios locais.

 

Os produtos devolvidos pelo Reino Unido ao Brasil tiveram além deste motivo da presença de salmonela questões de temperatura da carne de frango. Houve críticas aqui dentro do Brasil quanto à colocação da carne de frango rejeitada pelo Reino Unido uma vez que no Brasil; as exigências sanitárias são bem menores e desta forma; pode colocar em risco a saúde de quem consumir produtos contendo algum tipo de bactéria da salmonela.

 

No Brasil, testes são realizados pelo Ministério da Agricultura e que mostram que cerca de 18% da carne de frango estão infectadas por salmonela - o que segundo o Ministério da Agricultura está dentro dos limites legais, já que a regulamentação brasileira para estes casos vai até 20% de contaminação. Na Europa este percentual tem limite máximo de apenas 3,3 %, segundo o European Food Safety Autority ( EFSA ). Portanto, as cargas de produtos que não atendem a estes e outros critérios sanitários, acabam retornando aos países de origem e neste caso específico da carne de frango que o Brasil enviou para o Reino Unido; acabou sendo devolvida ao Brasil onde foram submetidas à tratamento que garante a segurança de consumo da carne de frango e após sendo processada e enfim; colocada no mercado consumidor e que certamente acabou já ocorrendo diante do período deste ocorrido.

 

A descoberta somente foi possível diante da reportagem investigatória realizada pela Repórter Brasil em parceria com o jornal britânico The Guardian e o Bureau of Investigative Journalism De volta ao Brasil a carne de frango rejeitada pelo Reino Unido pela presença de salmonela normalmente ela é cozida e a carne processada em sub produtos, como nuggets, salsichas, linguiças e mortadela de frango. Se constatada a presença por bactérias que não apontam riscos à saúde, o produto " in natura "; é colocado no mercado interno brasileiro e chega aos açougues e supermercados.

 

Já no início deste ano de 2019; no Brasil, um total de 494 toneladas de alimentos foram recolhidos e outros 299,6 toneladas de carne de frango in natura supostamente contaminados por bactéria de salmonela em que estas 299,6 toneladas de frango seriam destinadas ao mercado internacional. A medida do recall foi por precaução. O Brasil é o maior exportador de frangos do mundo.

 

Neste caso, a empresa BRF informou na época que os produtos haviam saído do frigorífico de Dourados (MS), em outubro e novembro de 2018. Após três meses é que houve o registro de constatação de presença de salmonela em lotes dos produtos destinados ao mercado internacional. Foram recolhidos na época, coxa; sobrecoxa; meio peito; filezinho (sassam); filé de peito e coração.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2019 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar