Segunda-Feira, 10 de Agosto de 2020
Coronavírus: Bolsonaro recebe saraivada de críticas no país. Brasil poderá ter mais de 5.500 mortes até 06 de abril, diz ABIN
Bolsonaro chama maior pandemia de " gripezinha " e leva saraivada de críticas. Brasil terá mais de 5.500 mortes até 06 de abril, diz ABIN
25/03/2020 | 19:38
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Acabou, acabou como diz um dos comentaristas de futebol brasileiro onde o atual presidente da República Jair Bolsonaro , eleito pelo PSL, agora sem partido; diante do pronunciamento desastroso, irresponsável feito em rede nacional na noite de terça-feira (24), antecipou praticamente o início do fim de seu mandato presidencial. Desastroso e mais preocupado com aspectos do impacto econômico desta pandemia do coronavírus Covid - 19 do que vida de mais de 220 milhões de cidaãos deste país. A recomendação do Ministério da Saúde e da Organização Mundial de Saúde (OMS), é para que haja quarentena em todos os países por onde vem sendo registrados a presença do coronavírus Covid - 19, seja mantida rigorosamente como vem sendo a única momentânea e a forma mais segura de preservar vidas e salvar milhões de pessoas em todo o mundo. A Agência Brasileira de Informação - ABIN , segundo o Intercept diz que no Brasil o número de mortos pelo coronavírus ultrapassará até 06 de abril mais 5.500 vítimas pelo coronavírus Covid - 19. Governadores já sabem disto.

 

Energumero, desastroso e infeliz ao não importar-se com vida de mais de 220 milhões de pessoas do país

Jair Bolsonaro em pronunciamento é contrário à quarentena e de que até crianças devam retornar às aulas. Um pronunciamento oriundo de um imbecil, idiota energumero, disse um dos principais especialistas na área de infectologia do mundo e que acompanha os trabalhos de combate ao coronavírus Covid - 19 em diversos países. Vários líderes políticos do Brasil imediatamente reagiram contra este pronunciamento irresponsável do principal líder que comanda o Brasil. O médico e atual governador de Goiás Ronaldo Caiado (DEM), rompeu ontem mesmo com o presidente Jair Bolsonaro. Disse Ronaldo Caiado, " Na política e na vida a ignorância não é uma virtude ", repetindo a frase do ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama. O Brasil vive assim como maioria dos países do mundo uma guerra contra o coronavírus Covid - 19. São mais de 2.500 casos no país e onde 47 pessoas já morreram pelo coronavírus Covid- 19. China onde teve início desta pandemia, são mais de 190.000mil pessoas infectadas e mais de 3.900 pessoas morreram. Estados Unidos em poucos dias desde surgimento do primeiro caso do Covid - 19, já ultrapassa 52.000 infectados com mais de 700 morte. Itália onde o número de infectados passa de 71.000 pessoas; mais de 8.000 pessoas morreram. Na Espanha; são mais de 2.800 mortes e o número de pessoas infectadas pelo coronavírus Covid - 19 chega a mais de 45.000 pessoas. Na Inglaterra também a epidemia avança assustadoramente e medidas drásticas igualmente são adotadas junto a população do Reino Unido. Os números de infectados em apenas 24 horas registraram cinco vezes a mais na Inglaterra e na Suíça chega a mais de 11.000 pessoas infectadas e já há dezenas de mortos - dados registrados até quarta-feira (25) de março.

 

Pandemia do coronavírus Covid - 19 é estarrecedora

Portanto, a pandemia do coronavírus Covid - 19, não se trata como sendo apenas uma " gripezina " ou que é uma " histeria " da população brasileira como destacou o presidente da República Jair Bolsonaro, que adota uma linguagem de estado de guerra em que solados vão ao front para o combate dar suas vidas mesmo sabendo dos riscos elevados do combate e que Bolsonaro faz o mesmo ao promover plena circulação do povo brasileiro diante desta pandemia do mais elevado risco à vida de bilhões de pessoas em too o mundo e que no Brasil; pessoas sob maior vulnerabilidade social e econômica estão sujeitos à morrerem infectados rapidamente diante do coronavírus Covid- 19.

 

No Brasil faltam desde o álcool gel; máscaras; luvas, avental para cidadãos profissionais da área médica hospitalar e que atuam ainda em unidades de Saúde em todo o território nacional. Faltam ventiladores ( respiradores mecânicos ), faltam salas/leitos hospitalares e faltam Unidades de Terapias Intensivas - UTIs, e existem falta de um maior número de profissionais da Saúde em todo o Brasil, bem como, faltam ambulâncias - muitas equipes do SAMU sequer possuem equipamentos EPIs suficientes para prestarem o atendimento à pacientes vítimas do coronavírus Covid - 19 no país. Para se ter ideia da gravidade desta pandemia do coronavírus Covid - 19, o governo dos Estados Unidos requisitou o Exército e até navios - hospitais para prestar apoio aos pacientes com coronavírus Covid- 19. O governo da Inglaterra requisitou o Exército para dar apoio e iniciativas assim estão ocorrendo em todos os países que sofrem esta pandemia do coronavírus Covid - 19.

 

No Brasil, o Exército acompanha comitês de crise contra o coronavírus Covid - 19; espalhados em todo o país. Manter a quarentena e prevenção de higiene, desinfecção dentro e fora de casa onde muitas prefeituras no Brasil estão adotando medidas como de limpeza em ruas; avenidas; praças e aos arredores de hospitais e de unidades de Saúde espalhados pelos bairros e áreas centrais das cidades. Uso de máscaras e de luvas são necessárias principalmente quando sair de casa ou estiver próximo de algum dos membros familiar que esteja em tratamento domiciliar contra o coronavírus Covid - 19. Uso do alcool gel ou de água é sabão para lavar bem as mãos e evitar assim o risco maior de ser infectado pelo coronavírus Covid - 19.

 

Evitar aglomerações mesmo dentro de espaços particulares e procurar manter-se em quarentena seguindo as orientações de órgãos públicos responsáveis pela área de Saúde em todo o país. Sair de casa somente em caso muito extremo e necessário como ir à farmácias; supermercados; postos de combustíveis ou à unidades de Saúde - UPAs e ou hospitais, se necessário for especialmente diante de alguns dos sintomas do coronavírus Covid - 19, que são muitos semelhantes aos da gripe comum e ou resfriado.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2020 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar