Quarta-Feira, 30 de Setembro de 2020
Centros de Controles de Doenças em Shenzhen ( China ), testaram uma amostra de traços de coronavírus Covid-19 em asas de frango importados do Brasil
Centros de Controles de Doenças em Shenzhen ( China ), testaram uma amostra de traços de coronavírus Covid-19 em asas de frango importados do Brasil
14/08/2020 | 10:31
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Uma amostra de asas de frango congeladas importadas do Brasil foi detectada e testada positivo a presença de coronavírus Covid-19. A análise foi realizada pelos Centros de Controles de Doenças na cidade chinesa de Shenzhen, no sul da China. O governo local disse à Imprensa na quinta-feira (13 ), destacou que levantamentos de temores de que os Centros locais de Controles de Doenças testaram uma amostra de superfície retirada das asas de frango como parte de exames de "rotina " realizadas na importação de carnes e frutos do mar em junho, quando um novo surto em Pequim foi relacionado ao centro de atacado de alimentos em Xinfadi ( China ). O governo de Shenzhen ( China ); identificou a fábrica de carnes e frangos Aurora, de Santa catarina ( Brasil ), como a empresa que fez o envio de produtos à Shenzhen ( China ).


Aurora imediatamente respondeu um pedido de informação do governo de Shenzen

A empresa brasileira Aurora Alimentos de imediato assim que foi informada a respeito do caso em Shenzhen sob a suspeita de que houve detecção de traço e ou portanto, vestígios de coronavírus Covid-19 em uma das amostras de produtos de frango exportados à China, divulgou uma nota oficial em que manifesta com clareza sobre este assunto relacionado à produtos exportado e que foi parar em Shenzhen ( China ). Um dia antes, ou seja, na terça-feira (1) autoridades de Saúde da China detectaram presenças de novo coronavírus Covid-19 em embalagens de camarão oriundos do Equador. A China realiza triagens nos portos em meio a preocupação com as importações de alimentos.

 

Chefe de laboratório da Sede de Prevenção e Controle de Epidemias de Shenzhen Li Fengquin destacou sob riscos

A chefe do Laboratório de Microbiologia no Centro Nacional de Avaliação da China; Li Fengquin, que atua junto a Sede de Prevenção e Controle de Epidemias em Shenzhen, destacou à Imprensa de que a população chinesa precisa tomar " precauções " para reduzir os riscos de infecções ao consumir carnes e frutos do mar importados. Em junho passado, a China havia suspenso importações de carnes de vários países, inclusive do Brasil. Leia abaixo o que disse em comunicado à Imprensa, a empresa Cooperativa Central Aurora Alimentos - a terceira maior empresa do setor no Brasil:

 

 

 

COMUNICADO À IMPRENSA

A Cooperativa Central Aurora Alimentos, reiterando seu compromisso com a verdade, a transparência e o respeito ao mercado consumidor, vem a público se posicionar em virtude das informações divulgadas, via imprensa, da ocorrência de detecção, por autoridades municipais de Shenzhen, na China, de traços de vírus (COVID-19) em embalagem de frango congelado importado do Brasil, a qual, supostamente, teria origem em indústria de sua propriedade, o que faz nos seguinte termos:


(i) Inicialmente, esclarece a Cooperativa comunicante que trata-se, por ora, apenas de fato originário de notícia veiculada em imprensa local regional daquele país asiático, sem qualquer confirmação oficial por parte da autoridade pública nacional da China.


(ii) Até o presente momento, conforme nota oficial divulgada pelo MAPA, não houve qualquer notificação oficial por parte das autoridades chinesas.


(iii) Diante de tal insubsistência quanto ao ocorrido, a cooperativa signatária aguardará a devida manifestação por parte da autoridade pública competente, junto a qual esclarecerá os fatos e prestará as devidas informações a quem de direito.


(iv) Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), não há evidências e nem comprovação científica de que ocorra contaminação a partir de alimentos ou embalagens de alimentos.


Não obstante, informa a mesma que todas as medidas estabelecidas pelas autoridades públicas, relativas ao combate a pandemia, estão sendo integralmente seguidas e cumpridas, além da observância de um rigoroso protocolo individual, aprimorado continuamente, de cuidados com seus colaboradores e terceiros, o que tem sido constatado e confirmado pelas diversas fiscalizações dos entes públicos através das respectivas vigilâncias epidemiológicas.


Salienta também, que o seu processo produtivo, desde o campo até a indústria, atende e cumpre com todas as normas legais vigentes e exigências sanitárias, o que se traduz numa reconhecida segurança alimentar e na garantia da qualidade de seus produtos.

 

Chapecó-SC, 13 de agosto de 2020.

 

 Cooperativa Central Aurora Alimentos

 

 MB Comunicação Empresarial/Organizacional

Jornalista Responsável – Marcos A. Bedin – MTE SC 00085-JP

Rua Nilópolis, 251 D - Bairro Universitário - 89814-510 - Chapecó/SC

E-mail: mb@mbcomunicacao.com.br

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2020 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar