Quinta-feira, 29 de Outubro de 2020
Covid-19 avança assustadoramente em SC. Já são quase 2.000 mortes e secretário de Saúde cita indiretamente imunidade de rebanho.OMS é contra
Covid-19 já matou quase 2.000 mil pessoas em SC. Secretário de Saúde diz que para reduzir somente ao atingir 1.000.000 milhão de casos. OMS é contra imunidade de rebanho
18/08/2020 | 19:31
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Um absurdo. Irresponsabilidade. Isto mesmo. Literalmente é jogar a toalha, abandonar o trabalho de combater a pandemia do novo coronavírus Covid-19 em Santa Catarina. Já são cerca de 2.000 mortes pela Covid-19 e mais de 121.000 infectados pela doença em Santa Catarina que vive fase crítica desta pandemia da Covid-19. O secretário de estado da Saúde André Motta Ribeiro, disse à Imprensa neste início da semana que para haver redução do número de infectados pelo novo coronavírus Covid-19 em Santa Catarina, esta redução somente deverá ocorrer quando o número de infectados atingir patamar de 1 milhão de pessoas com a doença em Santa Catarina. Ora, vejamos: se são atualmente cerca de 121.000 infectados com quase 2.000 mil mortes; caso ao chegar a 1.000.000 milhão de infectados haverá pelo menos cerca de 18 mil mortes pela Covid-19 em Santa Catarina.

 

OMS é contra imunidade de rebanho. Em SC, governo estadual parece defender o que é gravíssimo

Chega ser algo assustador esta premissa de que ao defender a imunidade de rebanho para que haja redução do número de casos e de mortes pela Covid-19, chega ser uma decisão suicida. Afinal, existem caminhos e possibilidades de prevenção ao novo coronavírus Covid- 19. Basta haver ampla campanha de mobilização e conscientização maior sobre os riscos da doença e principalmente adoção de medidas restritivas governamentais em relação à conter este avanço da pandemia da Covid- 29. O afrouxamento de medidas sociais estimulando retorno das inúmeras atividades desde futebol; volta às aulas presenciais, bem como; outras concessões como de retorno do transporte coletivo em quase todo o país, em especial em Santa Catarina; promove maiores riscos de agravamento desta pandemia do novo coronavírus Covid-19.

 

Lamentável, ver que autoridades constituintes, representantes da população para promover políticas públicas de saúde, educação, segurança pública, desenvolvimento econômico e social e neste caso específico da saúde; haja irresponsabilidade que poderá levar à um número assustador de óbitos pela Covid-19 em Santa Catarina. O diretor de Emergências da Organização Mundial de Saúde (OMS) Michael Ryan, destacou na terça-feira 918), que a imunidade de rebanho não é uma forma de solucionar a pandemia. e alertou sobre os grandes riscos.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2020 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar