Quinta-feira, 29 de Outubro de 2020
Brasil atinge quase 4 milhões de diagnósticos da Covid-19. São mais de 121.000 óbitos. Pandemia avançando infelizmente
Brasil atinge quase 4 milhões de diagnósticos da Covid-19. São mais de 120.000 óbitos. Pandemia avançando infelizmente
01/09/2020 | 12:12
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Uma tragédia sem precedentes na história mundial. A pandemia no novo coronavírus Covid-19 vem registrando milhares de infectados diariamente em todo o mundo. No Brasil, são mais de 3.900.000 milhões de diagnósticos da Covid-19 e onde mais de 120.000 mil pessoas foram a óbito devido à doença. Em Santa Catarina; o governo do Estado através da Secretaria de Estado de Saúde (SES), admitiu no início da semana que houve falha no controle do sistema da pandemia da Covid-19 e que havia mais 32.882 casos sendo acrescentados ao número total de casos da doença em Santa Catarina; passando de 146.864 para 179.746 e reconheceu ainda que este número pode ser bem maior.

 

Ou seja, nem o próprio governo de Carlos Moisés (PSL), sabe ao certo como está o número exato de casos do novo coronavírus Covid-19 em Santa Catarina. É um governo trapalhão que sequer sou ter a capacidade de controlar um pagamento antecipado de R$ 33 milhões à uma empresa mafiosa, corrupta que em conluio com uma organização criminosa, uma quadrilha envolvida no esquema fraudulento conseguiram desviar este valor dos cofres públicos sem que houvesse a entrega dos 200 respiradores pulmonares à Secretaria de Estado de Saúde (SES), no início do mês de abril deste ano, quando a crise da pandemia da Covid-19 se agravava em todo o país e levando Santa Catarina à situação crítica desta pandemia da Covid-19. Até agora sequer houve retorno dos R$ 33 milhões aos cofres públicos de Santa Catarina.

 

E cadê os R$ 33 milhões pagos antecipados pelo governo de SC à máfia dos respiradores. O povo de SC quer saber !


Investigações foram iniciadas, mas até agora, nada da devolução dos R$ 33 milhões - dinheiro suado recolhido pelos contribuintes em Santa Catarina. Nem o Ministério Público do Estado de Santa Catarina (MPSC), tão pouco o Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina; Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina - Alesc ( que concluiu uma CPI sobre o caso), fizeram com que a máfia envolvida no caso conseguissem fazer com que houvesse a devolução e responsabilização plena e total pelos desvios de R$ 33 milhões diante deste pagamento antecipado dos 200 respiradores. Lamentável que passados quase 6 meses do caso do pagamento dos R$ 33 milhões à empresa Veigamed, do Rio de Janeiro, ainda não fossem devolvidos os R$ 33 milhões aos cofres do Estado de Santa Catarina.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2020 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar