Terça-Feira, 30 de Novembro de 2021
Relatório da CPI da Covid lido do Senado pede indiciamento de 72 pessoas e empresas
Relatório da CPI da Covid pede indiciamento de 72 pessoas e empresas. Bolsonaro é um dos indiciados
20/10/2021 | 19:42
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

A leitura do relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito ( CPI) da Covid-19, lido na quarta-feira (20), no Senado Federal pelo relator senador Renan Calheiros (MDB-AL), quarta-feira (20), no Senado Federal, pede o indiciamento de 72 pessoas e empresas. o Presidente da República Jair Bolsonaro é um dos nomes citados neste relatório com mais de 1.100 páginas. A Covid-19, foi instalada em abril passado, ou seja, há cerca de 6 meses atrás. O objetivo desta CPI foi investigar a série de atos irresponsáveis praticados ao longo desta pandemia da Covid-19.

 

Crimes desde corrupção, fraudes organização criminosa; fake news; formação de gabinete paralelo para difundir informações distorcidas sobre o tratamento precoce contra a Covid como ao uso do chamado Kit Covid - que nada possui de recomendação por parte tanto da ANVISA quanto por parte da Organização Mundial de Saúde (OMS) e nem pela Associação Médica Brasileira. A CPI da Covid 19, detectou muitas articulações nefastas visando desde a venda de vacinas inexistentes ao Governo Federal e, portanto, de forma criminosa, irregular; ilícita. A CPI da Covid também detectou atuação de várias pessoas e empresas ouvidas nesta CPI e que formavam conluios cheios de atravessadores com único objetivo visando obter recursos públicos milionários e até bilionários às custas da crise pandêmica no país.

 

O relatório final desta CPI da Covid - 19, sofreu na véspera de ser lido na quarta-feira (20), algumas mudanças para uma versão final, conclusiva à ser lida pelo relator desta CPI, senador Renan Calheiros (MDB-AL). O indiciamento sugerido pela CPI da Covid inclui desde o presidente da República Jair Bolsonaro, passando pelos três filhos do presidente da República, além de ex- ministros, atual ministro da Saúde; seis deputados federais; empresários ouvidos pela CPI da Covid-19, entre eles o catarinense Luciano Hang; alguns agentes públicos federais que atuavam no Ministério da Saúde e até médicos também investigados por esta CPI da Covid-19.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2021 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar