Sexta-feira, 28 de Janeiro de 2022
Azeite adulterado de 24 marcas é retirado do mercado
Azeite adulterado de 24 marcas foi retirado por determinação da Vigilância Sanitária e do Ministério de Agricultura
18/12/2021 | 11:55
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Brasil parecendo mesmo o país da sacanagem contra a saúde e a vida da população brasileira. A Vigilância Sanitária e o Ministério de Agricultura; Pecuária e do Abastecimento juntamente com equipes da GAECO dos estados do Rio de Janeiro; São Paulo; Ceará, Goiás; Paraná e de Santa Catarina, deflagraram uma operação de combate à supostas fraudes diante adulteração de 24 marcas de azeite e que foram retirados de prateleiras em locais onde se encontravam à venda para consumidores destes estados mencionados pelo Ministério de Agricultura, Pecuária e de Abastecimento.

 

Foram retirados de circulação do mercado 151.449 litros de azeite das seguintes marcas: Valle Viejo; Tradição Brasileira; Tradição; Torre Galiza; Quintada Regaleira; Quinta da Beira; Porto Real; Porto Galo; Monte Ruivo; Monsanto; Ilha da Madeira; Figueira Herdade; Épico; Do Chefe; Del Toro; Da Oliva; Coroa Real; Castelo dos Mouros; Barcelona Vitrais; Barcelona; Alentejano e Alcazar. A operação da GAECO , Vigilância Sanitária e Ministério de Agricultura, Pecuária e do Abastecimento também atuaram contra três fábricas do interior de São Paulo que envasavam azeite adulterados, segundo investigações realizadas anteriormente a esta ação policial. As marcas irregulares foram suspensas no mercado.

 

Os produtos impróprios ao consumo foram retirados das prateleiras de supermercados em que haviam estes produtos e caso, seja detectado presença de algum destes produtos da listagem; haverão desde multa até responsabilização na Justiça, segundo o Ministério de Agricultura; Pecuária e de Abastecimento e da Vigilância Sanitária.

 

Caso lembra o leite adulterado em Santa Catarina e Rio Grande do Sul

Em agosto de 2014, equipes da GAECO dos estados de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, cumpriram na ocasião 20 mandados de busca e apreensão devido à adulteração em lotes de leite UHT integral comercializados na época em regiões de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul. Foram presas 20 pessoas sendo 14 homens e 6 mulheres. O leite com produto nocivo à saúde continha segundo as investigações e análises realizadas desde formol até outras substâncias não recomendáveis ao consumo humano. oram deflagradas na época em SC e no RS as operações " Leite Adulterado I " e " Leite Adulterado II". Já, no início de 2021; o TRF-4 de Porto Alegre - RS, manteve a condenação dos réus envolvidos nestas fraudes e adulterações de leite.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2022 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar