Segunda-Feira, 16 de Maio de 2022
DESLEIXO NA SAÚDE PÚBLICA DE SC. FALTAM LEITOS NAS UTIs NEO NATAIS
CADÊ GOVERNO ? CADÊ MP ? CADÊ O RESPEITO AOS DIREITOS À SAÚDE ? SC É VERGONHA NACIONAL
12/05/2022 | 18:32
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Desleixo. Desrepeito. Incompetência. Omissão. Eis alguns dos mais vergonhosos e comprometedores atributos contra a saúde e contra a vida de muitas crianças catarinense que precisam de um leito de UTI Neo Natal. Uma situação dramática que se arrasta há meses sem que haja uma medida concreta por parte do atual governo de Santa Catarina . Situação vergonhosa que chegou levar o Ministério Público de Santa Catarina à cobrar ação do governo estadual catarinense.

 

É preciso ainda que haja uma intervenção por parte também do Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina, cujo órgão cabe fiscalizar a aplicação dos recursos públicos do Estado de Santa Catarina. E mais ainda: também haver uma cobrança efetiva mais rigorosa por parte dos deputados estaduais catarinense, especialmente daqueles parlamentares aliados do governador Carlos Moisés. E não é somente a falta de leitos em UTIs Neo Natal em Santa Catarina que preocupa na área da Saúde Pública Catarinense. Há segundo informações, falta de profissionais para atuarem nesta área essencial para assegurar à saúde e garantir a manutenção da vida de recém nascidos.

 

Portanto, a situação na área da Saúde Pública do Estado de Santa Catarina é algo estarrecedora diante da má gestão pública do governo do Estado nesta área sensível que é de atuar na defesa da vida, defesa da saúde e principalmente neste caso sensível que afeta muitas crianças , pré-adolescentes que precisam do atendimento à saúde. Enquanto isto, prédio como ao construído em Lages ( ala do Hospital Geral e Maternidade Tereza Ramos ), onde foram aplicados mais de R$ 100 milhões de reais, mais parece uma espécie de elefante branco construído na gestão do ex- governador de SC Raimundo Colombo (PSD).

 

Grande parte desta estrutura está simplesmente ociosa, apenas paredes e salas vazias. Maioria dos hospitais filantrópicos de Santa Catarina estão enfrentando uma crise financeira sem precedentes e há um contínuo esforço dos profissionais e dirigentes destas unidades hospitalares para atender a demanda nesta área da Saúde. Atuação exímia também realizada por todos o demais profissionais que atuam na área da Saúde em Santa Catarina e que dedicam esforços para superar as imensas dificuldades como das que ocorreram ao longo desta pandemia da Covid-19 em períodos mais críticos.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2022 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar