BENJAMIN NETANYAHU É ACUSADO DE GENOCÍDIO. TRIBUNAL PENAL INVESTIGARÁ

Os  gravíssimos  e hediondos crimes de guerra praticados pelas tropas militares de Israel na Faixa de Gaza matando milhares de crianças e adultos que nada tem de envolvimento relacionados aos crimes hediondos praticados por militantes do Hamas no dia 07 de outubro em Israel, acaba de ser notificado por denúncias da Turquia perante ao Tribunal Penal Internacional (TPI). O primeiro -ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, um corrupto e mafioso líder  de Israel 9 que fez acordo com a Justiça de Israel e que poderá pegar pena de prisão de 10 anos ) . Benjamin Netanyahu  possui denúncias pela Justiça de Israel por receber presentes caríssimos e obter benefícios  regulatórios financeiros a dois executivos de mídia em trroca de cobertura positiva da Imprensa.

    

INVASÃO DO HAMAS PODE TER AJUDADO  NETANYAHU PARA COBRIR ESCÂNDALO MAFIOSO 

Benjamin Netanyahu,  poderá agora  enfrentar o Tribunal Penal Internacional (TPI). Nem os hospitais da Faixa de Gaza escapam dos bombardeios militares das forças de Israel. A situação em Gaza é de destroços avassaladores diante dos bombardeios de Israel. Grupos militares israelenses tomaram áreas na Faixa de Gaza e onde principalmente na capital da Palestina ( Gaza), estão sob domínio dos militares de Israel.


O maior hospital de Gaza, o Al Shifa - já não possui nenhuma condição de atendimento de socorros às vítimas dos ataques israelenses, bem como, os demais outros únicos três dos quatro existentes no território da Faixa de Gaza, os quais estes únicos três hospitais ainda continuam precariamente mantendo atendimentos precários aos milhares de feridos pelos ataques militares de Israel. A invasão de militantes do grupo extremista do Hamas, pode ter sido um suposto e bem elaborado plano para ajudar a cobrir o escândalo de Benjam Netanyahu que responde na Justiça processo por corrupção.


OMS DECLARA PREOCUPAÇÃO COM SITUAÇÃO DA GUERRA NA FAIXA DE GAZA

No território da Faixa de Gaza mais de 5.850 crianças já morreram devido aos bombardeios de Israel.  Outras mais de  2.100 crianças e adolescentes  estão desaparecidos sob os escombros de prédios e casas bombardeadas por Israel, além de mais de 14.750  adultos palestinianos mortos nestes ataques israelenses em um mês desta guerra entre Israel e militantes do Hamas. 


O diretor -geral da Organização Mundial de Saúde (OMS),  Tedros Adhanon,  declarou na terça-feira (14);  estar  " profundamente preocupado " com a gravíssima situação  dos pacientes vítimas dos ataques israelenses na Faixa de Gaza. Os hospitais no território da Faixa de Gaza já não possuem energia; estão sem medicamentos, sem equipamentos suficientes para atender aos pacientes; bem como, falta água; insumos da área de Saúde, faltam equipes para auxiliar no atendimento médico e de enfermagem, enfim; a situação na Faixa de Gaza é das mais terríveis, criminosas praticadas pelo governo de Israel contra civis palestinos que tentam fugir dos ataques militares de Israel e rumando para a região Sul da Faixa de Gaza onde também há  bombardeios militares de Israel. Há um pleno e claro registro de tentativa de  pleno  genocídio contra o povo palestiniano que vive na região de refugiados na Faixa de Gaza.