AÇÃO DE COMBATE A CORRUPÇÃO E AO CRIME ORGANIZADO NA GRANDE FLORIANÓPOLIS (SC)

Uma mega operação - a " Presságio ", de combate a corrupção e ao crime organizado foi deflagrada na manhã de quinta-feira (18), em Florianópolis, São José; Palhoça - ambos municípios de Santa Catarina, além de Porto Velho (RO) e também em Brasília (DF). 80 policiais de várias delegacias especializadas ao combate a corrupção e ao crime organizado; atuaram nesta mega operação de combate a corrupção; lavagem de dinheiro; fraudes; além de suposta organização criminosa visando suposta finalidade de desvios de recursos públicos municipais. Esta operação policial mexeu com os bastidores políticos, principalmente de Florianópolis (SC), onde a ação policial atuou, inclusive recolhendo materiais tanto na Prefeitura de Florianópolis quanto na Câmara Municipal de Florianópolis (SC). As buscas e apreensões policiais por determinação da Justiça de Santa Catarina; foram realizadas tanto junto das administrações municipais públicas alvos desta investigação quanto em residências de pessoas investigadas.

A investigação apura supostos ilícitos contra o meio ambiente; fraudes à licitações e corrupção. A Operação policial é comandada pela Delegada Patrícia Fronza. O prefeito Topázio Neto (PSD), que comanda a prefeitura de Florianópolis (SC), " Ilha da Magia , disse à Imprensa de que " servidores que estiverem fazendo coisa errada, irão pagar ". O impacto político desta operação "Presságio", cujas INVESTIGAÇÕES TIVERAM INÍCIO EM 2021 E AO SER DEFLAGRADA A OPERAÇÃO " PRESSÁGIO", A REPERCUSSÃO FOI IMEDIATA NOS MEIOS PARTIDÁRIOS DE SANTA CATARINA, ESPECIALMENTE JUNTO DAQUELES MUNICÍPIOS ATINGIDOS DIRETAMENTE PELA OPERAÇÃO "PRESSÁGIO". A operação inclui como alvos investigatórios; alguns servidores que ocupam cargos comissionados; quanto dois vereadores de Florianópolis (SC), sendo eles Ed Pereira ( União Brasil ), que atua como secretário municipal de Turismo, Cultura; Esporte e Lazer; além do vereador Marquinhos ( PSC), além também da esposa de Ed Pereira (PSC), a assessora parlamentar Samantha dos Santos Brose - a qual atua no gabinete do vereador Marquinhos. Também é alvo desta ação investigatória da Justiça de Santa Catarina, o secretário municipal de Meio Ambiente de Florianópolis; Fábio Braga.

Equipes policiais da DEIC - Diretoria Estadual de Investigações Criminais e da DIC de São |José e de Palhoça, além de Roraima e de BRasília (DF), - atuaram em conjunto nesta operação de combate a corrupção e organização criminosa, Perícias policiais serão realizadas a partir desta etapa da operação investigatória junto aos materiais recolhidos como desde HD, celulares, dentre documentos recolhidos pela polícia.