FAIXA DE GAZA - EXÉRCITO DE ISRAEL INUNDA TÚNEIS FEITOS PELO HAMAS

Milhares de quilômetros de túneis construídos  pelo Hamas na Faixa de Gaza, sofreram inundações através de imenso bombeamento de água.  O exército de Israel, inundou inúmeros destes túneis subterrâneos construído pelo grupo do Hamas e onde haviam infraestrutura para armazenamentos de equipamentos militares do grupo do Hamas, além de alimentos, água, alguns medicamentos, colchões e cobertores para abrigar membros do Hamas. Não há ainda confirmação de que tenha sido registrado a morte de pessoas dentro destes túneis do Hamas, incluindo entre eles a possibilidade de haver reféns levados pelo Hamas durante o ataque terrorista no dia 07 de outubro de 2023, em Israel. São 129 pessoas ainda tida como reféns do grupo Hamas . Foram 240 reféns levados no dia 07 de outubro de 2023 pelo grupo Hamas. O governo de Israel acredita que pode ainda  alcançar a libertação destes reféns mantidos em território palestino. A maioria dos túneis inundados pelo exército israelense na Faixa de Gaza, concentram-se  na capital da  Palestina. Ou seja, em Gaza. A guerra entre Israel contra o Hamas, começou logo após a invasão de  centenas de militantes do Hamas em Israel quando no dia 07 de outubro de 2023, mais de 1.200 pessoas morreram vítimas dos ataques do Hamas e  quando  240 pessoas haviam sido levadas pelo Hamas como reféns.

RECONHECIMENTO DO ESTADO PALESTINO E LIBERTAÇÃO DOS REFÉNS PODE PÔR FIM A GUERRA
Segundo informações, já somam mais de 29.800 palestinianos mortos nesta guerra entre Israel e o Hamas. A maioria das vítimas palestinianas são crianças e mulheres. Há dezenas de milhares de civis palestinianos feridos devido aos bombardeios e ataques do exército de Israel sobre a Faixa de Gaza. A situação no território da Palestina é das mais cruéis devido à falta de alimentos, água, medicamentos, equipamentos médicos de socorros às vítimas e também da falta de equipes de saúde para prestar socorros às vítimas da guerra. São cerca de 1.860.000 mil palestinianos fugindo de Gaza e que estão concentrados entre  Khan Younis - ao Sul perto da divisa com o Egito e onde continuam os ataques do exército de Israel.  Os civis palestinianos estão seno encurralados num espaço territorial perto da divisa com o Egito sem mínimas condições de sobrevivência nesta guerra. Doenças epidêmicas estão agravando  cada vez mais a saúde de milhares de palestinianos. A vasta destruição de infraestruturas no território da Faixa de Gaza mostra a gravidade desta que é uma das piores guerras desde a Segunda Grande Guerra Mundial. Governos de vários países defendem que haja o reconhecimento do Estado da Palestina e que haja imediato fim da guerra .